Nova York, 13 Jan 2018 (AFP) – Wall Street voltou a fechar em níveis recordes nesta sexta-feira, no início da temporada de anúncios de resultados trimestrais das empresas e em meio ao otimismo com a redução dos impostos nos Estados Unidos.

Os três principais índices fecharam mais uma vez em valores inéditos: o industrial Dow Jones avançou 0,89%, a 25.801,68 unidades, o tecnológico Nasdaq teve alta de 0,68%, a 7.261,06 unidades, e o S&P 500 subiu 0,67%, a 2.786,14 unidades.

Na semana, durante a qual a única sessão em baixa foi a de quarta-feira, o Dow se apreciou 2%, o Nasdaq, 1,7%, e o S&P 500, 1,6%.

Os lucros de grandes bancos foram mistos. As ações do JPMorgan subiram 1,7%, apesar dos seus lucros trimestrais terem encolhido devido à reforma fiscal. O banco contudo alertou que isso foi circunstancial e que a redução dos impostos vai impulsionar a economia americana.

Já o Wells Fargo recuou 0,7%, mesmo com a alta de 17% nos lucros do quarto trimestre, prejudicados pelo gasto de 3,3 bilhões pelo banco, após ser revelado o escândalo de abertura de contas falsas.

Devido à reforma tributária, “com o tempo, as empresas devem revisar para cima suas estimativas de lucro”, opinou Hugh Johnson, da Hugh Johnson Advisors.

No mercado de títulos, às 21H15 GMT (19H15 de Brasília), o rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos subia a 2,548%, contra 2,537% de quinta-feira, e o dos bônus a 30 anos caía a 2,853%, ante 2,867% da véspera.

Fonte Oficial: UOL

Comentários