Velas iluminam foto de vítima da queda do avião ucraniano no Irã. – AFP

Centenas de pessoas participaram na noite desta quinta-feira de uma vigília em Toronto em memória dos 176 mortos, incluindo 63 canadenses, na queda de um avião ucraniano no Irã.

Em uma vigília em Toronto, que tem uma grande comunidade iraniana, muitos expressaram pesar e tristeza.

“Alguém têm que nos responder o que aconteceu. Eram pessoas inocentes que morreram”, disse Yasmin Roshan, 43 anos, que perdeu dois amigos no acidente e participou da vigília com sua filha de nove anos.

Roshan culpa o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pelo que ocorreu.

Na sexta-feira passada, Trump ordenou o assassinato de um general iraniano no Iraque. Em resposta, Teerã atacou bases com soldados americanos no Iraque.

Nesta quinta-feira, o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, anunciou que o Boeing 737 foi derrubado por um míssil, provavelmente por engano.

“Todos partiram e não sabemos por que motivo. É direito da comunidade e de todos saber exatamente o que aconteceu”, disse Sam, 55 anos.

Na multidão alguns gritavam: “Queremos justiça!”.

Também foram realizadas vigílias em Ottawa e Montreal.

Na capital, Trudeau depositou uma coroa de flores durante cerimônia celebrada fora do Parlamento.

Fonte Oficial: Isto É Dinheiro

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.