Clique para copiar

https://www.itforum365.com.br/uber-adquire-cornershop-e-pode-fazer-delivery-de-supermercado-no-brasil/


A Uber Technologies anunciou nesta sexta-feira (11) a compra majoritária da Cornershop. A empresa faz delivery de supermercados e tem presença no Chile, México, Peru e Canadá.

A estimativa é de que o investimento seja fechado no início de 2020, mas está sujeito a aprovações regulatórias. Em 2018, o Walmart anunciou a aquisição da Cornershop, mas autoridades do México impediram a compra. Na época, o valor anunciado da aquisição foi de US$ 225 milhões.

O CEO da Cornershop, Oskar Hjertonsson, afirma que, com a parceria, a ideia é “levar compras de supermercado e entrega em domicílio a milhões de consumidores na plataforma Uber”.

Após o fechamento do investimento, a Cornershop deverá permanecer com a liderança atual. O que muda é que a Uber terá representação majoritária no conselho da companhia.

Dara Khosrowshahi, CEO da Uber, reafirma que a companhia expande os serviços já disponibilizados. Ele destaca o tradicional serviço de viagens, de entrega de comidas com o Uber Eats “e, em breve, produtos disponíveis nos mercados na porta da usa casa”.

Segundo Khosrowshahi, a Uber quer ser “o sistema operacional para o dia a dia” dos usuários. Até o momento de publicação desta notícia, a Uber não havia confirmado os valores da aquisição.

Por outro lado, a assessoria da empresa confirmou que o Brasil “está nos planos de expansão da Cornershop”, mas sem previsão exata de quando pode desembarcar por aqui.

A Cornershop foi fundada em 2015 “focada principalmente na América Latina”, diz o CEO da companhia. A parceria com a Uber tende a ser benéfica:

  • Ela tem mais de três milhões de motoristas parceiros no mundo e mais de 600 mil no Brasil;
  • Mais de 93 milhões de usuários ao redor do mundo e mais de 22 milhões no Brasil.

Fonte Oficial: IT Forum 365

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.