“A loja física mudou o papel dela. Se não for ativa, não vai perpetuar”, comenta
(Arte: TUTU)

A corrida das empresas pela digitalização e pela ampliação de serviços que atendam os clientes com mais rapidez e conforto cresceu desde o início da pandemia de covid-19. Para conseguir cumprir este papel, a Cobasi contou com pontos físicos, segundo detalha Ricardo Nassar, sócio-diretor da empresa.

“O grande diferencial, hoje, para atender o seu cliente de forma rápida é atender a partir da última milha, e a loja se faz mais necessária do que um centro de distribuição central ao encurtar o tempo de entrega e melhorar a qualidade do serviço para o cliente. A descentralização com as lojas trabalhando no estilo “minihub” é ideal para atender à clientela no Brasil todo”, afirma Nassar, ao podcast da FcomercioSP, na série Mercado & Perspectivas.

Saiba mais sobre inovação
Empresa que toma decisões com base em dados aumenta as chances de acertar e se destacar entre os concorrentes
Utilize a tecnologia para promover a melhor experiência para o cliente
Tecnologia tem papel de destaque na retomada da economia; ouça

Um exemplo desta operação está no Cobasi Já, no qual o cliente recebe o pedido dos produtos em até quatro horas nos locais onde há uma loja da rede. “A loja física mudou o papel dela. Se não for ativa, não vai perpetuar. Isso a pandemia mostrou muito”, ressalta Nassar.

O executivo diz ainda ter reforçado o processo de transformação digital da marca e desenvolvido novos serviços, durante a pandemia, na rede varejista voltada especialmente aos cuidados do animal de estimação, com, atualmente, 110 lojas físicas em sete Estados, além do Distrito Federal.

Ouça o podcast

 

O conteúdo também está disponível no Spotify e no Apple Podcasts.

 

Fonte Oficial: FecomercioSP

Comentários

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.