A Agência de Meteorologia do Japão anunciou hoje (29) que o número de tufões que atingiram o país em 2019 foi praticamente o dobro do registrado em outros anos. Disse ainda que duas dessas tempestades estavam entre as mais fortes a atingir áreas nas cercanias de Tóquio em quase 30 anos.

Segundo a agência, houve formação de 29 tempestades tropicais na região do Oceano Pacífico neste ano, ultrapassando a média anual de 25,6. Cinco delas passaram pelo Japão, sendo que a média anual é de 2,7.

A agência informou, também, que o tufão Faxai, em setembro, e o Hagibis, em outubro, eram os mais fortes a atingir a região de Kanto e a província de Shizuoka desde 1991, com ventos chegando a 144 quilômetros por hora no momento em que passaram pelo país.

Mudanças climáticas

O professor Kazuhisa Tsuboki, da Universidade de Nagoya, afirmou que mudanças climáticas estão provocando um aumento nas temperaturas das águas do mar e criando mais umidade, fazendo com que tufões cheguem até o Japão sem perder a intensidade. Ele acrescentou que os tufões Faxai e Hagibis eram exemplos desse fenômeno.

O professor disse que medidas contra desastres irão se tornar primordiais, uma vez que tufões, chuvas e outros desastres naturais poderão piorar no futuro.

Já a temperatura média em todo o Japão em 2019 deve ser a mais alta desde o início dos registros em 1898. A Agência de Meteorologia anunciou que, com base em dados observados em 15 locais, a temperatura deve ser 0,92 grau Celsius maior que a média.

Edição:

Fonte Oficial: Agência Brasil.

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.