São Paulo – A Taurus informou nesta quarta-feira que seu conselho de administração aprovou acordo preliminar com autoridades norte-americanas para encerrar processo nos Estados Unidos relacionado aos produtos da fabricante de armas brasileira.

Segundo a empresa, a proposta de acordo “envolve custos para a companhia no montante estimado de 7,1 milhões a 7,9 milhões de dólares”, relacionados a custas processuais, indenizações e honorários dos advogados dos autores do processo que cita “supostos defeitos” apresentados por revólveres da marca Rossi.

“A administração da Taurus entende que a sua celebração é a medida mais eficaz para pôr fim à demanda judicial em referência, assim como aquela que envolve o menor impacto financeiro à companhia, evitando os riscos e possíveis efeitos adversos adicionais a que ela estaria exposta em caso de continuação do litígio”, afirmou a Taurus em comunicado ao mercado.

O processo foi aberto na Flórida por William Burrow, Oma Louise Burrow, Suzanne M. Bedwell e Ernest D. Bedwell contra a Taurus e uma companhia controlada nos EUA.

Fonte Oficial: Exame.

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.