O novo Galaxy Note 10 só será conhecido no Unpacked 2019, em 7 de agosto, mas quem está à espera do lançamento da Samsung já teve uma prévia de como ele será: quase sem botões e sem entrada dedicada a fones de ouvido, segundo as imagens renderizadas do aparelho que vazaram nesta semana.

A curiosidade maior era para descobrir se a Samsung havia eliminado os botões de seu novo modelo, mas eles ainda aparecem nas laterais, no controle de volume e bloqueio de tela. Não há, aparentemente, um atalho dedicado ao Bixby, e dois diferenciais são o pequeno notch circular para câmera de selfie e o leitor de impressão digital ultrassônico embutido na tela.

O novo aparelho dispõe de tela “Infinity display”, com bordas arredondadas e duas cores: Black e Silver Prism. O Galaxy Note 10 tem visor de 6,4 polegadas e caneta S azul; na parte traseira há um sistema triplo de câmeras (postas verticalmente no canto superior esquerdo do aparelho) com flash (inserido à direita).

Galaxy Note 10+

A versão melhorada — o Galaxy Note 10+ — trará um display de 6,7 polegadas, mantendo a moldura ultrafina. As S Pen virão em duas cores: preta e azul. Na parte traseira, teremos três câmeras, mas as imagens vazadas parecem mostrar mais duas, sendo uma delas um sensor 3D Time-of-Flight (ToF) que detecta a profundidade das cenas.

É esperado um processador Snapdragon 855 e outra versão com o Exynos 9825, da própria Samsung. O Galaxy Note estará disponível em versões com 256 GB, 512 GB e 1 TB de armazenamento interno (esta última com 12 GB de RAM, versão 5G). O novo modelo ainda contaria com alto-falante estéreo, GPS, 4G LTE, WiFi 6, Bluetooth 5.0, NFC, porta USB Type-C, DeX, Samsung Pay e certificação IP68 para resistência contra poeira e água, além de bateria de 4170 mAh com carga rápida de 25 W.

 Mesmo não confirmado, o custo de tudo isso parece que será alto: cerca de 1,6 mil euros (aproximadamente R$ 6,7 mil).

Fonte Oficial: TecMundo.

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.