Jamie Court, do grupo Consumer Watchdog dos EUA, divulga relatório sobre vulnerabilidade de automóveis conectados à Internet. – AFP

Os novos carros ‘conectados’ são vulneráveis a ataques de hackers, que podem gerar acidentes fatais, advertiu nesta quinta-feira um grupo americano de defesa dos consumidores.

Um relatório do Consumer Watchdog afirma que os carros conectados à Internet estão se convertendo rapidamente em um padrão, mas isto constitui uma ameaça à segurança nacional.

“O problema das tecnologias da indústria é que os sistemas críticos para a segurança destes veículos estão se conectando à Internet sem a segurança adequada e sem a opção de desconectá-los em caso de ataque informático”, adverte o relatório.

O documento destaca que os executivos da indústria têm consciência do risco, mas permanecem promovendo a aplicação desta tecnologia em veículos novos, colocando os lucros corporativos acima da segurança.

O relatório é resultado de um estudo de cinco meses, que contou com a ajuda de mais de 20 denunciantes do setor.

Um grupo de técnicos e especialistas da indústria automotiva avaliou que um ataque de hackers em massa no horário de pico poderia matar até 3 mil pessoas.

“É possível controlar qualquer tipo de aspecto do seu automóvel a partir de um smartphone, incluindo dar partida no motor, ligar o ar-condicionado e verificar sua localização”, recordou um dos denunciantes.

O relatório recomenda que todos os veículos conectados sejam equipados com um interruptor de desligamento da Internet e que todos os sistemas críticos de segurança sejam isolados dos sistemas de informação e entretenimento conectados à Internet ou outras redes.

Fonte Oficial: Isto É Dinheiro

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.