Notícias

Aduana

A mercadoria apreendida e destruída é resultado de apreensões realizadas no Estado e foi avaliada em mais de R$ 3,8 milhões


publicado:
17/07/2020 15h30


última modificação:
17/07/2020 15h40

Nos dias 15 e 16 de junho a Alfândega da Receita Federal do Brasil em Belo Horizonte destruiu 18 toneladas de cigarros apreendidos, avaliados em  R$ 3.850.000,00.

Toda a operação de destruição da mercadoria contou com o apoio da Guarda Municipal de Belo Horizonte.

O material destruído é oriundo das apreensões realizadas pela Receita Federal, em sua atividade de combate ao contrabando e descaminho e à sonegação fiscal,  evitando a circulação, em território nacional, de produtos potencialmente nocivos à saúde e ao meio ambiente, e inibindo a prática de crimes que geram desemprego, sonegação de impostos e concorrência desleal à indústria e ao comércio regularmente instalado.

O contrabando de cigarros é um problema que afeta não somente a segurança pública, mas também a economia dos estados e do país de modo geral.

cig2.JPG

Fonte Oficial: Receita Federal

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.