A Qualitor, empresa nacional de desenvolvimento de soluções de help desk, service desk e centros de serviços compartilhados (CSC), registrou crescimento de 12% em seus negócios durante 2018, impulsionado principalmente pelo aquecimento do mercado na busca de soluções de CSC.

De acordo com a Qualitor, o crescimento da empresa, mesmo em um período de recessão para muitos mercados, partiu da necessidade dos clientes em otimizar operações reduzir custos, especificamente em áreas de negócios onde a sinergia dos processos e as entregas são estratégicas para as empresas.

Conforme explica Donald Reis, CEO da Qualitor, soluções de CSC podem entregar melhorias ligadas aos processos de negócios, sejam internos ou externos, desde a contratação de um profissional (on boarding ) atendendo todo o aparato necessário para uma adequada integração , passando pelas área financeira desde a chegada de uma nota fiscal e seu pagamento. Isso também funciona para as áreas de manutenções de ativos produtivos ou de apoio.

“Uma empresa que implementa um centro de serviços compartilhados se foca no controle dos custos de operacionais, com atenção à contínua dinâmica e velocidade dos negócios”, avalia Donald.

Para o CEO da Qualitor, o foco em boas práticas, metodologia de implementação e consultoria junto aos clientes é também foi um componente importante deste crescimento. Segundo Donald, o foco na qualidade das entregas e melhoria contínua contribui para garantir a satisfação da base existente de clientes, e é impulso para a conquista de novos usuários. Atualmente, a carteira de clientes atendida pela Qualitor tem um faturamento somado de US$ 50 bilhões, com clientes de mais de 22 países.

Ainda sobre boas práticas, Donald compartilhou algumas dicas sobre como um bom CSC deve ser gerido, com foco em qualidade de serviço. “Estamos falando de um trabalho contínuo, mas que pode ser focado em algmas frentes essenciais”, avalia o executivo. Confira os itens abaixo.

– Criação de um catalogo de serviços.

– Melhoria nos processos de negócios através da automação e, por consequência, na gestão.

– Redução dos custos operacionais.

– Redução das reincidências de problemas.

– Foco no retorno sobre o investimento.

Fonte Oficial: IT Forum 365

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.