O protocolo de reabertura gradual vai determinar as condições a serem seguidas pelos municípios e estabelecimentos
(Arte: TUTU)

O Governador de São Paulo, João Dória (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (22/04) um plano de reabertura dos estabelecimentos comerciais que deverá ser posto em prática a partir do dia 11 de maio. A FecomercioSP é a favor da abertura gradual do comércio, conforme anunciado pelo Governador, levando em consideração as realidades locais quanto a avaliação constante da capacidade de atendimento da Saúde à população de determinado bairro ou município, bem como as características sociais e econômicas de cada região. Igualmente, prefeitos encontram-se legitimados para adotar tais ações, amparados por decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), no último dia 15 de abril.

Porém, a Entidade reitera que o acesso ao crédito disponibilizado às empresas ainda é insuficiente e tem demorando mais do que o esperado para ser liberado. De acordo com levantamento realizado, o faturamento do varejo considerado não essencial do estado de São Paulo gira em torno de R$ 1 bilhão por dia, os quais, somados ao longo dos 48 dias de quarentena, chegaria a importância de R$ 48 bilhões. Assim, a liberação de R$ 650 milhões em crédito mencionado pelo Governo de São Paulo, por meio do Banco do Povo e do Desenvolve SP, está muito aquém da média diária de faturamento do comércio que está de portas fechadas desde o início da quarentena.

Veja outras ações que podem ajudar o empresário neste momento de pandemia: 
Tributos serão prorrogados por alguns meses; medida ainda é insuficiente para estancar crise no comércio
Refinanciamento de dívidas é opção para empresários diante da crise
Saiba como gerir os negócios e contrair empréstimos para atenuar a crise causada pelo coronavírus
Baixe o e-book: entenda as principais medidas tributárias na pandemia de coronavírus

A Entidade, que é representante de 1,8 milhão de empresários de comércio e serviços, que respondem por quase 10% do PIB brasileiro e geram em torno de 10 milhões de empregos, entende que é necessária a adoção conjunta do plano de retomada econômica com base nas realidades locais, com o acesso amplo e simplificado ao crédito, principalmente aquele voltado ao capital de giro para os micro e pequenos empresários, além da adoção de políticas públicas voltadas à melhoria do ambiente de negócios no pós quarentena.

 

Fonte Oficial: FecomercioSP

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.