A Peugeot revelou as imagens da nova geração do 208, às vésperas do Salão de Genebra, onde a novidade fará sua estreia oficial e com status de uma das estrelas da feira, que ocorre de 7 a 17 de março.

A atualização do compacto desembarcará no Brasil até 2021, importado de El Palomar, na Argentina. Com isso o atual 208 brasileiro deixará de ser feito em Porto Real (RJ), com a produção local dando adeus na virada do próximo ano.

O novo 208 é completamente diferente da geração atual. A começar pela plataforma CMP, desenvolvida em parceria com a chinesa Dongfeng, uma das acionistas da PSA – grupo que reúne Peugeot e Citroën.

>> Ford mata o Fiesta. E agora, como ficam as peças?

/ra/pequena/Pub/GP/p5/2019/02/25/Automoveis/Imagens/Cortadas/Peugeot-208-2020 1-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
O novo 208 exibe um visual com proposta mais esportiva, sendo mais baixo e maior que o antecessor.
Peugeot / Divulgação

As linhas do carro flertam com a esportividade. Pelas imagens, é possível notar que ele está maior, mais largo e mais baixo que o antecessor.

Os novos elementos visuais remetem aos utilitários esportivos mais recentes da marca, como nas  lanternas em led com a assinatura das ‘garras do leão’, emprestada do 3008.

O conjunto é interligado por uma faixa em preto brilhante, que parece ser uma tendência da indústria automotiva – o Volkswagen T-Cross faz uso desta solução refletiva às luzes dos carros que vêm na traseira.

/ra/pequena/Pub/GP/p5/2019/02/25/Automoveis/Imagens/Cortadas/Peugeot-208-2020 4-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
A versão GT Line traz detalhes aerodinâmicos e rodas aro 17 com acabamento diamantado.
Peugeot / Divulgação

Na frente, além da uma enorme grade trapezoidal com divisórias pontilhadas, chama a atenção as luzes diurnas em posição vertical no para-choque. É o prolongamento da linha dos três filetes, que também simulam as ‘garras do leão’ nos faróis – mais largos na segunda geração.

>> Marcas precisam de carros rentáveis para não fechar fábrica ou ameaçar ir embora

Por dentro, o compacto premium mantém o conceito i-cockpit, mas com a evolução da já usada no 3008 e 5008.

É caso do volante de extremidades achatadas; do quadro de instrumento 100% digital e numa posição bem mais elevada; da central multimídia com estilo flutuante; da alavanca de câmbio em formato futurista; e os comandos do carro acionados por teclas, e não por botões, no centro do painel.

/ra/pequena/Pub/GP/p5/2019/02/25/Automoveis/Imagens/Cortadas/Peugeot-208-2020 3-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
O interior estilo i-cockpit traz volante achatado, quadro de instrumentos elevado, multimídia com tela flutuante e teclas de comandos no painel.
Peugeot / Divulgação

Na Europa, são cinco versões de acabamento: Access, Active, Allure, GT Line e GT.  A gama de motores contará com o 1.2 PureTech, de três cilindros, nas versões 75 cv, 110 cv e 130 cv, com opções do câmbio manual de 5 marchas e o automático de 6 e 8 velocidades.

>> Andamos no VW T-Cross e listamos pontos fortes e fracos do SUV compacto

Há ainda um variante diesel, o 1.5 BlueHDI, de quatro cilindros, que entrega 100 cv e é gerenciado apenas por uma transmissão mecânica de 6 marchas.

/ra/pequena/Pub/GP/p5/2019/02/25/Automoveis/Imagens/Cortadas/Peugeot-208-2020 6-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
As lanternas com iluminação em led são agora ligadas por uma faixa em preto brilhante.Peugeot / Divulgação

A topo de linha GT Line e GT ganham design personalizado, que reforçam a esportividade, como faróis full led com projetores e rodas de liga aro 17 diamantadas.

>> Estacionar o carro em vaga de idoso sem credencial pode virar crime

A segunda geração do 208 incorpora também uma versão elétrica, a e208, para concorrer no Velho Continente com a segunda geração do Renault Zoe, além do Clio híbrido, prevista para 2020.

O hatch da Peugeot movido a energia limpa traz um motor elétrico equivalente a 136 cv e 26,5 kgfm de torque. No modo Sport, ele pode acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 8,1 segundos. Essa opção ainda está distante do mercado brasileiro.


Fonte Oficial: Gazeta do Povo

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.