O ano de 2018 foi bastante movimentado em lançamentos automotivos, alguns inéditos como Volkswagen VirtusToyota YarisFiat Cronos

Enquanto uns chegam, outros dão adeus. A lista de despedidas é marcada por modelos que foram sucessos em vendas, como o Fiat Palio, e outros que passaram despercebidos nas ruas, caso do Chery Celer.

>> De Virtus a Mustang: os principais lançamentos de 2018; vote no seu preferido

Confira as 10 principais aposentadorias deste ano e vote naquele que demorou para ir embora:

CHERY CELER

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/12/26/Automoveis/Imagens/Cortadas/Chery celer-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
O fim da produção do Celer foi acelerado com a chegada do Tiggo 2.Divulgação / Chery

Lançado em 2013, o Celer inaugurou a produção da Chery em Jacareí (SP). As vendas sempre foram baixas e o legado que deixa é emprestar a plataforma para o Tiggo 2, crossover que ganhou espaço na planta paulista e virou um sucesso já sob a bandeira da parceria Caoa Chery.

FIAT PALIO

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/12/26/Automoveis/Imagens/Cortadas/Novo Fiat Palio-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Apenas a versão com motorização 1.0 ainda sobrevivia no catálogo do Palio.
Divulgação ​ / Fiat

O lançamento do Mobi em 2016 ‘matou’ a primeira geração do Palio, chamada de Fire e que parou de ser produzida em 2017. Já a segunda geração, batizada de Novo Palio, acabou engolida pelo Argo, que estreou no ano passado.  

Em fevereiro deste ano, a Fiat decidiu por um ponto final numa trajetória de 22 anos de mercado brasileiro, muitos deles figurando entre os carros mais vendidos no Brasil. O hatch foi responsável por quebrar em 2014 a hegemonia do Volkswagen Gol como o campeão de emplacamentos.

>> CNH digital ganha app para ser baixada no celular e dispensar ida ao Detran

FIAT PUNTO

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/12/26/Automoveis/Imagens/Cortadas/Punto-T-Jet-ID000002-1200x800@GP-Web.JPG
O Punto T-Jet era um hatch com uma pegada esportiva no visual e na motorização turbo.
Divulgação / Fiat

Outra vítima do efeito Argo. O Punto foi embora quase que ao mesmo tempo que o Palio, deixando as lojas e o site oficial da marca em fevereiro.  

Deixará saudades nos fãs de ‘hatch hot’, que curtiam o estilo esportivo da versão T-Jet turbo, com 152 cv. Ele também foi descontinuado na Europa em agosto passado, onde ainda tinha um certo prestígio.

>> Vantajoso? Diferença de 70% nos preços entre gasolina ou etanol já não vale mais 

FIAT UNO SPORTING

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/12/26/Automoveis/Imagens/Cortadas/Fiat Uno Sporting-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg

Quem curte carros apenas com o visual esportivo, e um certo tempero na motorização, não terá mais o Fiat Uno Sporting como opção. O modelo saiu do catálogo no início deste ano. 

O carro era equipado com o motor 1.3 Firefly, de 109 cv e 14,2 kgfm de torque. O Uno sobrevive apenas com a versão Drive 1.0, além de uma versão com o antigo motor 1.0 Fire e da aventureira Way.

>> 15 perguntas e respostas sobre o uso da cadeirinha infantil

HYUNDAI TUCSON

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/12/26/Automoveis/Imagens/Cortadas/Hyundai Tucson SUV-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Lançado na Europa em 2004, o Tucson chegou ao Brasil no ano seguinte e só começou a ser montado por aqui no fim de 2009.DivulgaçãoHyundai

Um dos utilitários esportivos pioneiros no Brasil se despede das lojas após 15 de mercado. A primeira geração do modelo se manteve na ativa mesmo com as presenças do ix35 (segunda geração do Tucson na Europa) e o New Tucson (terceira geração). 

O último lote de 500 unidades para atender a encomendas nas concessionárias foi produzido está sendo produzido em Anápolis (GO).  

>> IPVA 2019: confira as datas para o pagamento

KIA MOHAVE

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/12/26/Automoveis/Imagens/Cortadas/Kia Mohave_20181226142701-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg

Ele já agonizava desde o ano passado, mas a Kia insistiu em dar uma sobrevida no mercado brasileiro. Porém apenas 1 modelo foi emplacado em todo país, motivo mais que suficiente para finalizar a venda no país.

LIFAN 530

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/12/26/Automoveis/Imagens/Cortadas/Lifan 530 seda compacto_20181226143414-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg

As marcas chinesas decidiram investir pesado nos SUVs, abandonando sedãs e hatches. É o caso da Lifan, que deu um basta na baixa procura pelo sedã compacto 530, montado no Uruguai. A marca aproveitou e aposentou também o utilitário Foison.

FORD FOCUS

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/12/26/Automoveis/Imagens/Cortadas/Ford Focus-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
O Focus é o segundo hatch mais vendido no Brasil, atrás apenas do Chevrolet Cruze Sport6.
Divulgação / Ford

Colocamos o modelo nesta lista porque a Ford anunciou que deixará de produzi-lo na fábrica de Pacheco, na Argentina, de onde o Focus chega ao Brasil. O fim da produção ocorrerá em maio de 2019. 

A decisão da montadora foi motivada pela baixa procura por hatchessedãs médios, que foram impactados pelo forte crescimento na demanda dos utilitários esportivos. Na Europa, o Focus passou para a quarta geração em 2018.


ENQUETE

SIGA O AUTO DA GAZETA NO INSTAGRAM

Fonte Oficial: Gazeta do Povo

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.