A renovação do HB20 está prevista para o segundo semestre deste ano, mas a Hyundai já prepara a mudança do seu modelo mais vendido no Brasil. 

O hatch circula em testes pelas ruas e rodovias no interior São Paulo, com alguns flagras postados na internet. As imagens a seguir foram cedidas pela Quatro Rodas.

Apesar de ser visto todo camuflado, sabe-se que ele trará detalhes do conceito elétrico Saga EV, exibido no Salão de São Paulo 2018 e que serve de base para os futuros modelos da marca sul-coreana.

>> Carro com placa Mercosul precisa voltar à cinza em uma situação; saiba qual

/ra/pequena/Pub/GP/p5/2019/03/16/Automoveis/Imagens/Cortadas/hyundai-hb20-2020-flagra-brasil-2_20190316091427-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Flagra do novo HB20 circulando camuflado pela região de Taubaté.Germano Lüders/ Quatro Rodas

/ra/pequena/Pub/GP/p5/2019/03/16/Automoveis/Imagens/Cortadas/hyundai-hb20 -flagra-brasil-3_20190316091546-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Flagra do novo HB20 circulando camuflado pela região de Taubaté.Germano Lüders / Quatro Rodas

/ra/pequena/Pub/GP/p5/2019/03/16/Automoveis/Imagens/Cortadas/HB20 flagra 2_20190316091656-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Mesmo com a pesada camuflagem é possível perceber que as lanternas agora invadem a tampa do porta-malas.
Internet / Reprodução

Ainda não se trata de uma nova geração do carro, que chegará daqui dois a três anos, porém a atualização é bem-vinda após 7 anos de mercado com apenas um facelift em 2015. 

Principalmente por que o rival Chevrolet Onix mudará de geração na virada do semestre e o concorrente direto Ford Ka foi renovado no ano passado e já é o segundo carro mais vendido no país em 2019, superando o modelo da Hyundai.

>> Fiat Toro muda em 2020 e estreia motor turbo antes de Renegade

/ra/pequena/Pub/GP/p5/2019/03/16/Automoveis/Imagens/Cortadas/20181106_190358-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
O conceito Saga EV é um crossover elétrico que servirá de base para os futuros modelos da Hyundai.
Renyere Trovão / Gazeta do Povo

/ra/pequena/Pub/GP/p5/2019/03/16/Automoveis/Imagens/Cortadas/20181106_190234-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
O novo HB20 terá as lanternas invadindo a tampa do porta-malas, como ocorre no Saga EV.
Renyere Trovão / Gazeta do Povo

O formato dos faróis, mais triangulares, e da grade frontal seguem as mudanças feitas no novo Elantra e serve de inspiração para o compacto. Na traseira, a parte interior das lanternas agora invadem a tampa do porta-malas.

>> Confira 7 itens no carro que (quase) nenhum motorista usa

Ele está  mais longo, para melhorar o espaço interno – o ‘aperto’ é uma das queixas dos proprietários. O porte maior fará com que o HB20 também consiga encarar os novos rivais, atualmente maiores no tamanho, como Volkswagen PoloToyota YarisFiat Argo, sem contar com o próprio Onix, que ficará maior com a nova geração. 

/ra/pequena/Pub/GP/p5/2019/03/16/Automoveis/Imagens/Cortadas/Hyundai HB20 projecao_criatividadeautomotiva-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Projeção da canal Criatividade Automotivo dá uma ideia de como pode ficar a dianteira do novo HB20.
Criatividade Automotiva / Projeção

Os motores 1.0 e 1.6 ganharão também melhorias para ficar mais eficientes, associados aos câmbios manual ou automático de 6 marchas. Outra novidade a adição de injeção direta ao propulsor 1.0 turbo com injeção direta.

O hatch vai incorporar controle de estabilidade e de tração (obrigatórios no país a partir de 2020) e direção elétrica (hoje presente apenas no HB20X), que facilita às manobras e ajuda no consumo de combustível. 

Também devem fazer parte do pacote o assistente de partida em rampa e airbags laterais nas opções mais completas.

Ampliação da fábrica para vender mais

Hyundai anunciou nesta semana investimentos de R$ 125 milhões para ampliar a fábrica em Piracicaba (SP), onde são feitos a família HB20 (hatch, sedã e versão aventureira) e o utilitário compacto Creta.

A capacidade produtiva saltará de 180 mil unidades ao ano para 210 mil. O grupo já opera em três turnos de trabalho desde 2013 e manterá seu quadro atual de 2,7 mil funcionários.

No ano passado, com trabalho 24 horas nos cinco dias úteis da semana e horas extras aos sábados, a empresa conseguiu produzir volume recorde de 193 mil veículos. 

Agora, com a melhora do processo produtivo, será possível ampliar a capacidade em 30 mil unidades sem novas contratações.

O investimento será aplicado em melhorias nas operações e aquisição de novos equipamentos de alta tecnologia, inclusive robôs.

/ra/pequena/Pub/GP/p5/2019/03/16/Automoveis/Imagens/Cortadas/Welding (1)-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Fábrica de Piracicaba (SP) produz a família HB20 (hatch, sedã e versão aventureira) e o utilitário compacto Creta.
Christiano Diehl Neto / Divulgação Hyundai

“O volume adicional de 30 mil veículos vai atender prioritariamente o mercado brasileiro, respondendo às expectativas de crescimento do mercado brasileiro.” 

Eduardo Jin, presidente da Hyundai Brasil.

Segundo o executivo, com essa ampliação a marca “poderá manter sua participação de mercado ao longo do ano”.

Por não ter capacidade de atender a demanda, a Hyundai vinha reduzindo sua participação no mercado , que em 2016 chegou a 10% e a colocou como quarta maior marca em vendas no Brasil. No primeiro bimestre deste ano ela ficou em sétimo lugar no ranking, com 7,5% de participação no mercado de automóveis e comerciais leves e vendas de 28,7 mil veículos.

Desde a inauguração da fábrica, em 2012, inicialmente com capacidade para 150 mil carros ao ano, o grupo já havia investido US$ 830 milhões. 

O novo aporte ocorre num momento em que a Ford anuncia o fechamento de sua fábrica de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, e a General Motors negocia corte de custos com governos, trabalhadores e fornecedores para manter investimentos no país. Ambas são grandes concorrentes da marca coreana.

SIGA O AUTO DA GAZETA NO INSTAGRAM

Visualizar esta foto no Instagram.

BRIGA EM VENDAS: ARGO X POLO O ano de 2019 começa aquecido para o mercado automotivo. As vendas no primeiro bimestre cresceram 16,3% em relação ao mesmo período do ano passado. E o destaque de fevereiro foi o Fiat Argo, que fechou como o quarto carro mais emplacado no país, com 6.674 unidades negociadas. Ele abriu quase 2 mil exemplares de distância do rival VW Polo, que fez 4.813, em nono no ranking geral. Em 2019, o Argo já soma 11.594 veículos emplacados e o Polo, 10.246. No segmento mais disputado do mercado, o de SUVs, o Jeep Renegade confirmou a boa performance de janeiro e chegou à frente dos concorrentes também em fevereiro. Com 4.706 unidades, ele fechou a lista dos 10 mais vendidos no país. O irmão maior Compass novamente foi o segundo entre os utilitários, com 4.371, seguido do Honda HR-V, 4.256, Nissan Kicks, 4.137 e Hyundai Creta, 3.984. CONFIRA O TOP 20 DE FEVEREIRO 1. Chevrolet Onix 18.392 2. Hyundai HB20 8.055 3. Ford Ka 7.633 4. Fiat Argo 6.674 5. Fiat Strada 6.553 6. GM Prisma 6.499 7. Renault Kwid 5.473 8. Fiat Mobi 4.855 9. VW Polo 4.813 10. Jeep Renegade 4.706 11. VW Gol 4.565 12. Jeep Compass 4.371 13. Honda HR-V 4.256 14. Nissan Kicks 4.137 15. Hyundai Creta 3.984 16. VW Fox 3.795 17. Renault Sandero 3.604 18. Fiat Toro 3.361 19. Toyota Corolla 3.359 20. VW Virtus 3.106 Fonte: Fenabrave #fiatargo #volkswagenpolo #hatch #vendas #fenabrave #ranking #mercadobrasil #jeeprenegade #jeepcompass #hondahrv #carros #automoveis #cargram #instacar #gazetadopovo 📷#fiatbrasil #renytrovao

Uma publicação compartilhada por Automóveis Gazeta do Povo (@autogazetadopovo) em

Fonte Oficial: Gazeta do Povo

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.