O parlamento da Nova Zelândia aprovou nesta terça-feira (11) uma lei que regulamenta o uso medicinal da cannabis e permite a criação de uma indústria para atender o mercado interno e internacional.

A nova legislação, de acordo com notícia publicada pelo jornal The Guardian, permite que pacientes terminais ou com dor crônica possam fumar a planta, sem o medo de serem presas ou processadas pelas autoridades locais. Antes, quem fazia uso da cannabis para esse fim precisava de uma autorização do ministério da Saúde daquele país.

Mas a mudança não será tão rápida, segundo a agência de notícias Associated Press (AP). Os pacientes ainda terão que esperar pelo menos um ano até que um novo conjunto de regulamentações, regras e padrões sejam colocados em prática.

Na Nova Zelândia, a mudança na legislação também abriu caminho para empresas daquele país fabricarem produtos medicinais a partir da cannabis. Essa indústria, segundo o Guardian, está sendo apontada como uma potencial mudança para as comunidades carentes, em uma das ilhas neozelandesas.

A nova lei sobre o uso medicinal da cannabis antecede um referendo sobre o uso recreativo da planta, que deverá ocorrer dentro de dois anos.

Fonte Oficial: StartSe

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.