Informações cooperam para uma economia de baixo carbono ao fornecer o referencial para a elaboração de inventários de emissão de GEE
(Arte: TUTU)

Empresas podem obter orientações sobre o envio de informações de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) para o Acordo Ambiental São Paulo, cuja adesão é de caráter voluntário, em uma nota técnica da Câmara Ambiental de Mudanças Climáticas da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

A FecomercioSP aderiu ao Acordo Ambiental São Paulo no lançamento, em novembro de 2019 e é membro titular da Câmara Ambiental de Mudanças Climáticas da Cetesb, participando, por meio da assessoria do seu Conselho de Sustentabilidade (CS) da elaboração do recente documento intitulado “Nota Técnica 1.0 – Quantificação e relato de emissões de gases de efeito estufa”, disponível aqui.

Leia mais sobre gases de efeito estufa
FecomercioSP estimula empresas paulistas à economia de baixo carbono
Empresas se adaptam à economia de baixo carbono para reduzir impactos ambientais de suas atividades
Medidas como descarte de resíduos e tratamento de embalagens estão no Plano de Ação Climática apresentado pela Prefeitura à FecomercioSP

As informações na nota técnica cooperam para uma economia de baixo carbono ao fornecer o referencial técnico para a elaboração de inventários de emissão de GEE. Particularmente, o item 4.5 (Metodologias “sob medida” para estimativa de GEE) explica, de forma didática, como organizações de pequeno porte, por exemplo, escritórios ou comércios com poucas atividades que resultem em emissões de GEE, podem fazer essa contabilização.

Para isso, monitora-se o consumo de eletricidade e de combustíveis fósseis (transporte terrestre por veículos próprios e equipamentos de combustão estacionária, como por exemplo, geradores de energia elétrica a diesel), o volume de gases usados (reposição) ou descartados em manutenções em equipamentos de ar-condicionado, refrigeração e extintores, bem como a geração de resíduos e efluentes.

Acordo Ambiental São Paulo

O Acordo Ambiental São Paulo foi lançado pela Cetesb com 55 aderentes, num esforço para atuar no combate às mudanças climáticas, promovendo o engajamento dos principais atores do setor empresarial e da gestão pública na direção de medidas adequadas de mitigação e adaptação aos fenômenos climáticos globais. Mais de 200 instituições já aderiram ao acordo. Organizações e empresas de qualquer setor e porte podem participar e cooperar para uma economia de baixo carbono.

Ao aderir ao Acordo Ambiental São Paulo, as empresas devem reportar a emissão atual de GEE, as metas de redução, sequestro e/ou emissão evitada destes gases até 2030 e os resultados alcançados. A ação incentiva a implementação de novas tecnologias e soluções inovadoras, realçando o protagonismo do Estado na agenda climática.

Mais informações em https://cetesb.sp.gov.br/acordo-ambiental-sao-paulo/

Clique aqui e saiba mais sobre o Conselho de Sustentabilidade.

 

Fonte Oficial: FecomercioSP

Comentários