A Caixa reitera que as medidas para a segurança dos clientes foram reforçadas (foto: Wikimedia Commons )

A Caixa Econômica Federal, por meio de nota, admitiu que sofreu uma tentativa de hackeamento na noite desta quarta-feira (14). Segundo o banco, o acesso tinha o objetivo de chegar até um sistema em que ficam guardadas informações cadastrais de cidadãos

 

Os primeiros saques do PIS — para os nascidos em agosto — começaram nesta quinta-feira (15/8). Ainda de acordo com o banco, o sistema que armazena o FGTS não foi invadido. A Caixa reitera que as medidas para a segurança dos clientes foram reforçadas.

 

Confira a nota na íntegra:

 

“A CAIXA esclarece que identificou, na noite de 14 de agosto de 2019, tentativa de acesso indevido ao sistema corporativo que possui informações cadastrais de cidadãos e tomou as medidas necessárias para impedir a concretização de possíveis fraudes e garantir a segurança dos dados dos cidadãos. Esclarece ainda que não foi identificada tentativa de acesso indevido aos sistemas que armazenam as informações do FGTS.

 

A CAIXA utiliza as melhores práticas e ferramentas especializadas em segurança cibernética e atua constantemente na prevenção de eventuais ocorrências de fraudes, realizando monitoramento das operações e dos acessos aos sistemas que custodiam as informações dos seus clientes e dos cidadãos brasileiros que utilizam seus serviços.”

Fonte Oficial: EM.

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.