Clique para copiar

https://www.itforum365.com.br/marketing-nos-45-minutos-do-2o-tempo/


A solução criada pela empresa é revolucionária ao ponto de ser destaque, por acaso, no principal telejornal do país. No dia seguinte há uma grande curiosidade sobre o assunto. Todos procuram o LinkedIn, as outras redes sociais, o canal do YouTube da empresa, mas não encontram nada exceto o site. Mas o endereço digital da companhia ainda está com o mesmo layout com o qual foi criado cinco anos atrás e o release mais atual da sala de imprensa tem como data novembro de 2017.

Mesmo assim, pelo menos o número do telefone fornecido está correto e a recepção começa a receber perguntas demonstrando o tamanho da oportunidade. É neste ponto que alguém inaugura a fase de gritos aleatórias:
Escrevam um release! Façam um post! Quem tem a senha para atualizar o blog? Como eu faço para criar um perfil da empresa no LinkedIn?

Este é o marketing dos 45 minutos do 2º tempo, e o resultado dele é semelhante ao alcançado pelos times de futebol que chegam a essa altura do jogo sem uma estratégia clara de ataque para fazer o gol. Tomadas pelo desespero, essas equipes normalmente começam a jogar a bola na área adversária de qualquer jeito até que o juiz apite decretando que o jogo acabou trazendo a derrota ou, no máximo, o que sobre é a chance de ir para o sufoco dos pênaltis!

No caso da empresa, essa derrota se traduz na observação de que um concorrente cuja solução é bem inferior à sua está conquistando o mercado porque tanto sua estratégia de marketing quanto a execução da mesma foram planejadas e estão sendo executadas com constância e foco.

A companhia então passa a refletir sobre o porquê de não ter se preparado adequadamente para evitar este desfecho e chega à conclusão de que não conseguiu dar foco ao marketing porque todo seu potencial estava direcionado para o desenvolvimento da solução revolucionária.

Para evitar este desequilíbrio de esforços, uma das grandes apostas atuais é a terceirização da gestão do marketing. Ao optar por este modelo, a companhia pode continuar completamente mergulhada no objetivo de buscar a excelência naquilo que sabe fazer, sem abrir mão de ter uma equipe especializada à disposição para traçar e executar as melhores estratégias de negócios e entregar resultados com eficiência.

Nunca é demais lembrar que o processo de venda começa bem antes do contato entre o comprador e o fornecedor. Nas operações bem estruturadas, o setor de marketing tem uma atuação decisiva na definição sobre como lançar um novo produto, como a divulgação deve ser feita, quais os canais mais eficientes, entre outros detalhes.

Para isso, as agências que terceirizam essa gestão possuem o domínio sobre o uso dos recursos e ferramentas atualizadas, o que certamente representaria um custo a mais para a empresa caso ela decida formar e manter equipes de marketing internas.

Outra vantagem da terceirização é a possibilidade de agregar um conhecimento abrangente adquirido pelas agências na criação de estratégias para um número maior de players, identificando caminhos certos e errados a serem adotados, independentemente do tipo de produto ou serviço que a marca contratante comercialize.

Com toda essa bagagem, a empresa especializada em gestão terceirizada do marketing trabalha com imersões no cliente e desenvolve um planejamento estratégico de curto, médio e longo prazo, descrevendo passo a passo todas as atividades que serão realizadas para alcançar os objetivos previamente estabelecidos.

Isto inclui ações de marketing digital, relacionamento com clientes, realização de eventos e escolha dos canais mais adequados para espalhar as mensagens chave da empresa na mídia. A relação custo benefício também é um ponto fundamental na hora de comparar as planilhas! Ter um gestor interno e uma agência para execução acaba sendo muito mais caro do que a terceirização completa que vai desde o planejamento à execução!

Tudo é acompanhado de perto para monitorar a eficiência das iniciativas com base em métricas profissionais e assim é possível ter certeza sobre aquilo que está ou não surtindo os resultados esperados.

Assim, quando chega os 45 minutos do segundo tempo, e a empresa aparece no maior telejornal do país, aquilo é resultado de um planejamento bem elaborado que já prevê as ações futuras visando capitar toda a repercussão do dia seguinte.

E quando o telefone começa a tocar, os gritos que se ouvem são como no estádio quando seu time faz um golaço. O árbitro pode apitar porque sem desespero e nem erros a empresa tem a certeza da vitória.

*Por Adriana Carnevalli, diretora da Marketing2U

Fonte Oficial: IT Forum 365

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.