Jeff Bezos e Mackenzie Bezos || Créditos: Reprodução

Foi finalmente transferida para Mackenzie Bezos nessa terça-feira a fatia de 4% das ações da Amazon (o equivalente a US$ 38,1 bilhões/R$ 146,6 bilhões, de acordo com o último pregão) que ficou acordada entre ela e o ex-marido, Jeff Bezos, como resolução do mega-divórcio deles, no começo de abril. A soma faz de Mackenzie, que se apresenta como escritora, a terceira mulher mais rica do mundo – à frente dela estão apenas a americana Alice Walton, uma das herdeiras do Walmart, e a francesa Françoise Bettencourt-Meyers, maior acionista da L’Oréal -, embora seu nome ainda não figure em nenhuma lista de bilionários internacional.

Três meses atrás, quando acertaram as contas e Bezos aceitou abrir mão de um quarto da participação que mantinha até então na gigante do e-commerce para encerrar o imbróglio conjugal com sua companheira de quase 25 anos, os 4% que agora são dela valiam US$ 35 bilhões (R$ 134,7 bilhões), ou seja, não bastasse ter entrado para a história como a recebedora da maior indenização por um fim de casamento da história, ela ainda faturou outros US$ 3,1 bilhões (R$ 11,9 bilhões) extras de lá pra cá, graças à boa performance da companhia na bolsa. Tá bom pra você?

Em tempo: apesar do recente upgrade em sua conta bancária, Mackenzia já havia anunciado no fim de maio que pretende doar muitos de seus bilhões para a caridade, uma vez que assinou um termo para entrar no “The Giving Pledge”, o grupo de ricaços fundado por Bill Gates e Warren Buffett que só aceita novos membros dispostos a se desfazerem de pelo menos metade de suas fortunas em prol dos mais necessitados ainda em vida. (Por Anderson Antunes)

Fonte Oficial: Glamurama

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.