Além de serem ótimas para decoração, as plantas ajudam a purificar o ar do ambiente e podem, inclusive, ter efeito calmante. Nós separamos 5 plantas para deixar sua casa com um perfume natural agradável, sem a necessidade de velas e aromatizantes artificiais que prejudicam o meio ambiente e podem, inclusive, fazer mal a saúde.

+ Seis conselhos essenciais para quem vai morar junto com alguém
+ 5 plantas para cultivar no seu apartamento

Gardênia

Gardênia (Foto: divulgação)

Ingrediente popular em diversas fragrâncias, a Gardênia é uma planta de perfume intenso e agradável. Suas flores são discretas e Para mantê-la saudável, basta regar uma vez por semana e expô-la a luz regularmente.

Lavanda

Lavanda (Foto: rocknwoll)

Talvez uma das plantas mais conhecidas pelo seu perfume, a lavanda é considerada por muitos um calmante natural. Como a planta demanda alta intensidade de luz solar, o ideal é mantê-la em janelas.

Plantas cítricas

Plantas cítricas (Foto: Tom Grinbert)

Laranja, limão ou uva, qual o seu preferido? Escolha e aproveite o aroma fresco das plantas cítricas dentro de sua casa. Para estarem sempre saudáveis, essas plantas demandam ao menos oito horas de luz solar por dia, além de uma rega por semana.

Gerânio perfumado

Gerânio Perfumado (Foto: Jiabao Nong)

Como o próprio nome ja diz, o Gerânio é famosa por seus diversos aromas, entre eles maçã, limão e morango, além da variedade de cores nas pétalas de suas flores, abrindo ainda mais o leque de escolhas.  Sua manutenção é simples: regue uma vez a cada quatro semanas para mantê-las saudáveis.

Hortelã

Hortelã (Foto: Al Kawasa)

Para quem busca fugir de plantas convencionais e ainda assim quer um aroma agradável, esta é uma ótima alternativa. Suas duas principais variações são hortelã-verde e hortelã-pimenta, ambas com cheiros sutis e delicados. Apesar de demandar mais cuidado, basta regá-la de três a quatro vezes por semana para manter sua planta forte.

Fonte Oficial: GQ

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.