O presidente do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), Haruhiko Kuroda, disse nesta quarta-feira que “persistência” é fundamental para o banco central japonês atingir sua meta de inflação de 2%.

“Para reforçar a sustentabilidade e duração do poderoso relaxamento monetário, deve-se prestar atenção aos efeitos colaterais da política”, disse Kuroda, durante discurso a empresários.

Kuroda ressaltou que o BoJ deverá precisar de mais tempo do que o previsto para cumprir sua meta. Os dados oficiais mais recentes mostram que a taxa anual de inflação subjacente do Japão, que exclui os preços de alimentos, ficou em 0,9% em novembro. Fonte: Dow Jones Newswires.

Fonte Oficial: EM.

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.