SÃO PAULO  –  A transferência dos processos da Justiça do Trabalho para a Justiça comum, como propôs o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), pode impactar o resultado dos julgamentos. Para Guilherme Feliciano, presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), “seria uma temeridade esperar que os juízes comuns pudessem julgar tais casos da noite para o dia”.

Fonte Oficial: Valor.

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.