LONDRES – O jornal Financial Times chegou ao marco de um milhão de leitores pagantes, com as receitas e lucros continuando a subir desde que a publicação de negócios londrina foi adquirida pela japonesa Nikkei da Pearson em 2015. As informações foram divulgadas pelo próprio veículo na segunda-feira 1º.

O FT foi um dos primeiros jornais a introduzir um paywall, em 2002, cobrando dos leitores online por notícias que eles esperavam que fossem gratuitas na internet, em uma tendência que desafiava o modelo de negócios da mídia impressa. Os assinantes digitais da publicação são responsáveis por mais de três quartos de sua circulação. A edição impressa, com paginação rosa, continua a ser lucrativa, afirmou o veículo.

Após anos de debate, o jornal americano The New York Times implementou o paywall em 2011 e, em novembro passado, anunciou que tinha mais de 3 milhões de assinantes digitais e mais de 4 milhões de assinantes no total, incluindo a edição impressa.

O lucro operacional do FT foi de 25 milhões de libras em 2018 e a receita operacional foi de 383 milhões.

“Provamos que o jornalismo de qualidade pode ser um negócio de crescimento e qualidade. Mostramos também o valor duradouro de matérias e análises independentes e confiáveis”, disse o presidente-executivo da FT, John Ridding, em um comunicado. / REUTERS

Fonte Oficial: Estadão

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.