Líderes da China, do Japão e da Coreia do Sul sentaram-se à mesa ontem (23) para discutir assuntos de interessem comum.

O primeiro-ministro da China, que presidiu o encontro, relatou ter havido uma reafirmação da importância do livre-comércio, em meio à disputa comercial entre Pequim e Washington.

Li Keqiang declarou: “no diálogo, todos nós defendemos a manutenção dos princípios do livre-comércio e nos mostramos determinados a promover uma integração econômica. O comércio livre é necessário para a sustentação do multilateralismo e para manter a paz mundial.”

Foi o primeiro encontro desde maio de 2018 entre o premiê chinês; o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe; e o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in.

Em comunicado conjunto, as três autoridades referem-se à questão da Coreia do Norte, que ameaça intensificar as suas provocações.

O presidente sul-coreano afirmou: “Houve entendimento para nos mantermos em estreita comunicação e cooperação, de modo a concretizar a desnuclearização e uma paz permanente na península coreana. Concordamos que são questões de interesse mútuo dos nossos países.”

Já o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe declarou: “Assinalei que os frequentes lançamentos de mísseis balísticos pela Coreia do Norte violam resoluções do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas e ameaçam a paz regional. Disse que é importante continuar a apoiar um processo, de iniciativa de Washington e Pyongyang, que tem por objetivo a completa desnuclearização da Coreia do Norte.”

Líderes dos três países planejam se encontrar novamente no ano que vem, na Coreia do Sul.

Edição:

Fonte Oficial: Agência Brasil.

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.