Assim como todos os anos, duas das gigantes do mercado de smartphones competem pelos consumidores com seus dispositivos. A Apple com os modelos do iPhone 11 e a Samsung com os Galaxy Note 10 e 10+. Quer saber qual é o melhor? Acompanhe o artigo.

Câmeras e seus recursos

Apesar do design da geração de iPhones de 2019, não há como ignorar o poder de suas câmeras. Notáveis capacidades como o modo noturno, o modo retrato aprimorado e selfies em slow motion (120 fps), são alguns dos destaques dos novos dispositivos.

Ademais, essas vantagens em conjunto com a adição da lente com ângulo ultrawide no iPhone 11 Pro Max (120°) e a garantida qualidade visual de sensores Apple tornam a nova linha bastante atrativa; por outro lado, o Note 10+ também faz bonito nas capturas.

appleDemonstração do “Modo Noturno”

O flagship da sul-coreana conta com 4 câmeras traseiras e com design mais discreto. Neste caso, são elas: uma grande-angular, ultrawide, teleobjetiva e ToF — esta para detecção de profundidade. Embora com vantagem numérica, a qualidade das capturas pouco varia quando em ambientes ensolarados e o “Modo Noturno” cumpre bem a tarefa de tirar fotografias em baixa iluminação.

Contudo, tendo em vista que a estreia do iPhone 11 ainda é recente, há poucos comparativos disponíveis. No geral, ao comparar algumas capturas, pode-se concluir que o Galaxy Note 10+ registra fotografias mais “frias” quando no Modo Retrato, mas isso pode variar com a iluminação do local.

Modo Noturno Samsung Galaxy Note 10+ (Fonte: Samsung/Divulgação)

Desempenho

Chipset Apple A13 Bionic Exynos 9825
Sistema Operacional iOS 13 Android 9.0 Pie
Capacidade de Bateria 3500 mAh 4300 mAh
Tamanho de Tela 6,5 polegadas 6,8 polegadas
Memória RAM 6 GB 8 GB ou 12 GB
Armazenamento Interno 64 GB, 256 GB ou 512 GB 256 GB ou 512 GB
Câmera Traseira 12 MP (f/1.8, 26mm, 1/2.55″, 1.4µm) + 12 MP (f/2.0, 52mm, 1/3.4″, 1.0µm) + 12 MP (f/2.4, 13mm) 12 MP (f/1.5-1.8-2.4, 26mm, 1/2.55″, 1.4µm) + 12 MP (f/2.1, 52mm, 1/3.6″, 1.0µm) + 16 MP (f/2.2, 12mm, 1.0µm) + Câmera 3D TOF
Câmera Frontal 12 MP (f/2.2) 10 MP (f/1.6, 26mm, 1.22µm)
Vídeo 2160p@24/30/60fps, 1080p@30/60/120/240fps 2160p@60fps, 1080p@240fps, 720p@960fps
Chipset Apple A13 Bionic Exynos 9825
Sistema Operacional iOS 13 Android 9.0 Pie
Capacidade de Bateria 3500 mAh 4300 mAh
Tamanho de Tela 6,5 polegadas 6,8 polegadas
Memória RAM 6 GB 8 GB ou 12 GB
Armazenamento Interno 64 GB, 256 GB ou 512 GB 256 GB ou 512 GB
Câmera Traseira 12 MP (f/1.8, 26mm, 1/2.55″, 1.4µm) + 12 MP (f/2.0, 52mm, 1/3.4″, 1.0µm) + 12 MP (f/2.4, 13mm) 12 MP (f/1.5-1.8-2.4, 26mm, 1/2.55″, 1.4µm) + 12 MP (f/2.1, 52mm, 1/3.6″, 1.0µm) + 16 MP (f/2.2, 12mm, 1.0µm) + Câmera 3D TOF
Câmera Frontal 12 MP (f/2.2) 10 MP (f/1.6, 26mm, 1.22µm)
Vídeo 2160p@24/30/60fps, 1080p@30/60/120/240fps 2160p@60fps, 1080p@240fps, 720p@960fps

Por se tratar de dois top de linha que trazem o que há de mais moderno em hardware, a diferença para o usuário comum é mínima. No entanto, o chipset A13 desenvolvido exclusivamente para sistemas Apple leva o troféu nesse quesito.

O chip de segunda geração na litografia de 7 nm já é algo impressionante tecnicamente — e sua performance é igualmente admirável. Em testes de benchmark (Geekbench) podemos ver a vantagem indo para a Apple em cerca de 400 pontos no Multi-Core Score e 300 no Single-Core Score.

(Fonte: PhoneArena/Reprodução)

Os testes, contudo, podem não mostrar como a performance impacta na usabilidade. Por se tratar de um sistema fechado e especialmente desenvolvido para o iOS, o A13 deve oferecer uma experiência mais estável e fluida — embora o Galaxy Note 10+ seja equipado com 12 GB de RAM, o dobro do que foi vazado do iPhone 11 Pro.

O 5G e outras ferramentas

A introdução de conectividade 5G para os smartphones é trunfo para a Samsung, visto que provavelmente já traz aparelhos com suporte à nova rede desde o lançamento — embora custe a “bagatela” de US$1.300 e seja exclusivo da Verizon (não disponível no Brasil).

O litígio da Apple com a Qualcomm pode retardar um pouco o lançamento de iPhones 11 preparados para o 5G; mas virão com tudo depois que a divisão de modems Intel, comprada pela maçã, começar a trabalhar — o que deve acontecer em 2021.

Galaxy S Pen (Fonte: Samsung/Divulgação)

Além disso, o ecossistema Apple e seus serviços de assinatura exclusivos, como a nova plataforma de games Apple Arcade podem ser fatores decisivos na hora de comprar o aparelho.

Por outro lado, o Galaxy Note 10+ proporciona ferramentas como a S Pen e o DeX. Ambas são capazes de mudar a relação do usuário com o smartphone e criam inúmeras possibilidades no uso do aparelho. Ademais, há também melhor interação com Windows 10, permitindo até entrar no ambiente DeX por meio do sistema operacional da Microsoft.

O preço e disponibilidade

Embora o anúncio internacional já tenha sido feito, ainda não se sabe quando o iPhone 11 chegará no Brasil oficialmente. Sabe-se que importar um aparelho da Apple de outros mercados podem implicar em problemas de conectividade e o seu valor, em dólar, começa na casa dos US$ 999 no iPhone 11 Pro.

(Fonte: Eurogamer/Reprodução)

Por outro lado, a Samsung já tem modelos dedicados ao nosso mercado e o valor do Galaxy Note 10+ está na casa dos R$5.999. Considerando o “dólar Apple”, o valor do iPhone 11 Pro deve começar na faixa de R$7.400/R$ 8.000 — o que já o torna mais caro que o concorrente.

Por fim, ainda há outros pontos a serem considerados, como a capacidade da bateria; tamanho; construção; qualidade da tela e o preço de periféricos compatíveis (tais como teclados, mouses e cabos). A decisão, portanto, não é fácil entre esses dois flagships, mas esperamos que os pontos levantados tenha sanado algumas dúvidas.

Quer dominar qualquer aparelho celular e se sobressair no mercado? Saiba mais aqui.

Fonte Oficial: TecMundo.

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.