Prisão de Temer e preocupações com Previdência impactaram pregão

O principal índice da bolsa paulista fechou no vermelho hoje (21), após a prisão do ex-presidente Michel Temer aumentar preocupações de que episódio dificulte ainda mais o andamento da reforma da Previdência.

LEIA MAIS: Ibovespa fecha em queda de 1,55%

O Ibovespa encerrou com queda de 1,34%, a 96.729,08 pontos, após atingir 95.456,28 pontos na mínima. O giro financeiro da sessão somou R$ 17,9 bilhões.

Para o economista-chefe da Guide Investimentos, Victor Candido, o forte movimento do índice foi decorrente do noticiário doméstico. “O mercado já vinha com viés negativo após a divulgação da proposta de alteração da Previdência dos militares. A notícia da prisão do Temer só piorou ainda mais as preocupações com o andamento da reforma”, afirmou.

Michel Temer foi preso na manhã de hoje pela Polícia Federal no âmbito da operação Lava Jato, por suspeita de desvios de recursos nas obras da usina nuclear Angra 3, sendo apontado pelos investigadores como líder de uma organização criminosa que praticou desvios e recebeu propina.

Ontem (20), o governo entregou ao Congresso o projeto de reforma da Previdência dos militares, que prevê economia de R$ 10,45 bilhões em 10 anos, bem abaixo dos mais de R$ 90 bilhões inicialmente estimados pela equipe econômica. O fato já fez o Ibovespa cair 1,55%, diante de avaliações de que eventuais privilégios a militares pode comprometer as articulações no Congresso para andamento da reforma.

O noticiário doméstico fez o Ibovespa ir na contramão de Wall Street, onde os principais índices subiram na esteira de um rali do setor de tecnologia.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Fonte Oficial: Forbes.

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.