O ano de 2018 foi brilhante para a Gucci. Além de abrir uma loja em Copacabana, no Rio de Janeiro, ela se tornou um dos logotipos mais poderosos e criou todos os figurinos da turnê de despedida de Elton John. Pelo visto, isso não foi suficiente e a marca chegou em 2019 com o pé na porta: ela criou a escola de moda.

+ Até quando a moda será feita para millenials?
+ Lista GQ: as 15 matérias sobre moda mais lidas em 2018
+ Samuel Ross mostrou que 2018 foi o seu ano na moda

Intitulada Gucci École de l’Amour (A Escola de Amor da Gucci, em tradução livre), ela oferece três programas para os amantes da moda. A primeira, Scuola dei Mestieri (Escola de Artesanato), tem seis meses de duração no Gucci ArtLab, na Itália, com o objetivo de ensinar desde o processo de design a produção de produtos de couro. Poderão se inscrever pessoas com ensino médio completo e/ou desempregados com 18 a 26 anos. As inscrições para a próxima turma começam em março.

Alunos no Gucci ArtLab (Foto: Divulgação)

O segundo programa disponível é o Scuola di Fabbrica (Escola de Fábrica). Bimestral, ele é lecionado nas fábricas da Gucci e tem como objetivo treinar pessoas para se especializarem em operação de fabricação de artigos de couro.

E em terceiro, mas não menos importante, a Academia Técnica, destinada a atender às necessidades específicas de treinamento dos funcionários da própria Gucci. É um constante programa de aprendizagem e desenvolvimentos para que todos saibam o que cada pessoa da empresa realiza. Palmas para a Gucci, que incentiva a educação!

Salão Gucci ArtLab (Foto: Divulgação)

Fonte Oficial: GQ

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.