BRASÍLIA  –  A equipe econômica vai estabelecer regras rígidas para impedir que a Caixa Econômica Federal, responsável por operar os recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), cobre uma tarifa que inviabilize a participação dos bancos privados em operações de crédito para antecipação de recursos do fundo ao trabalhador. Essa é uma das principais preocupações para a regulamentação da nova modalidade de crédito.

Fonte Oficial: Valor.

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.