O conceituado site de análise de câmeras DxOMark elegeu o dispositivo do Galaxy Note 10+ como o melhor do mundo em smartphones. A publicação lançou sua análise, e o modelo top de linha da Samsung conseguiu superar o Huawei P30 Pro.

O novo aparelho da Samsung alcançou uma média de 113 na escala da publicação, superando por apenas 1 ponto o P30 Pro e o Galaxy S10 5G. O Note 10+ também se destacou no teste de câmera frontal e foi eleito o melhor aparelho para selfies. Nessa categoria, superou o Zenfone 6, aparelho da Asus que tem câmera dupla giratória.

(Fonte: DxOMark/Reprodução)

O Galaxy Note 10+ tem câmera principal de 12 MP com abertura de lente variável de f/1,5~2,4, que trabalha com sensores de 16 MP ultra-wide e 12 MP telephoto. O smartphone também tem sensor Time of Flight, que melhora imagens com profundidade de campo e aprimora recursos de realidade aumentada.

Melhorias em relação ao S10 5G

Segundo a avaliação do DxOMark, o conjunto de câmeras traz a certeza de que o usuário obterá imagens de qualidade tanto em fotos quanto em vídeos. O site ressalta que o Note 10+ conta com alguns refinamentos em seus algoritmos e processamento que garantem melhores resultados em comparação ao S10 5G, que entrega uma experiência de “excelente qualidade”.

O DxOMark também diz que o Note 10+ é o melhor smartphone da atualidade para captura de vídeos. O celular conseguiu 101 pontos nos testes com imagens em movimento, oferecendo uma experiência de qualidade em elementos como exposição e HDR em “quase todas as condições”.

Já na parte que avalia apenas as fotos, a Samsung continua na sombra da Huawei. Apesar da média mais alta, o Note 10+ fez 118 pontos no teste de captura de imagens, ficando 1 ponto atrás do P30 Pro. O aparelho da sul-coreana se destaca em praticamente todas as condições, mas não oferece um resultado tão bom quanto o modelo da fabricante chinesa em baixíssima iluminação.

Fonte Oficial: TecMundo.

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.