Empresa chinesa Raisecom expõe tecnologia para equiparar a qualidade de serviços entre estas duas indústrias

Foto: Márcio Cachapuz, diretor da Raisecom Brasil.

Com cerca de 300 expositores e dezenas de palestras temáticas, o congresso e exposição Future ISP Olinda já é uma das maiores feiras de tecnologia e telecomunicações fora do eixo Rio São Paulo.

O evento é voltado a discutir o cenário de tecnologia e negócios no mercado de ISPs (Internet Service Providers) e trará, este ano, debates sobre o grande ganho de mercado dos provedores em diversas frentes de negócios antes 100% dominadas pelas grandes operadoras de telecom. Este é o caso, por exemplo, de serviços inteligentes de banda larga, como conexões de Internet das coisas (IoT), plataformas de vídeo streaming, aplicações interativas de jogos ou trabalhos colaborativos e virtualização de data centers em nuvem.

Presente no Future ISP Olinda pela primeira vez com toda a sua linha de equipamentos de redes de alta performance, a Raisecom, maior empresa chinesa de tecnologia de tráfego para ISPs, irá anunciar no evento a sua nova estratégia para fortalecer o mercado de redes de fibra óptica (FTTH) junto aos provedores regionais brasileiros. “Num movimento surpreendente para muitos, os provedores de serviços de internet ganharam um enorme espaço no Brasil e hoje já são responsáveis por mais de 50% do mercado de redes de fibra óptica”, afirma Marcio Cachapuz, diretor da Raisecom Brasil.

Em parceria com a Raisecom, a OIW, uma das maiores distribuidoras de redes inteligentes do País irá apresentar aos provedores uma linha de equipamentos na categoria GPon (que criam redes ópticas com capacidade de gigabit), de forma a garantir a lucratividade do provedor, mesmo que este não possua bases maiores que alguns milhares de clientes. “Trata-se de uma tecnologia que até há pouco tempo só se justificava para operadoras com pelo menos algumas dezenas de milhares de assinantes”, assinala Cachapuz.

Também parceira da Raisecom, a distribuidora Arsitec irá destacar uma família de switches gerenciáveis que melhoram a gestão de performance e de portfólio dos provedores,  além de uma linha de sistemas DWDM, que são capazes de maximizar a capacidade de tráfego das fibras ópticas já instaladas, reduzindo a exigência de novos investimentos na expansão da estrutura de fibras.

Os provedores participantes do Future ISP também poderão conhecer a NVIEW, um console de gerenciamento – já incluído sem custos nos equipamentos da Raisecom – que oferece ao provedor um ambiente de sala de controle, através da qual ele pode enxergar todas as operações em tempo real e operar ações estratégicas para garantir o melhor rendimento da rede.

O Future Olinda ISP 2019 acontece em Olinda, PE, dias 8, 9 e 10 de maio. Informações e inscrições aqui.

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.