O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) decidiu manter a taxa básica de juros da economia (Selic) em 2%. A Federação das Indústrias do Rio de Janeiro avaliou, em nota, que a manutenção da taxa básica de juros em 2% está na direção correta.

“Ainda que existam fatores de risco que precisam ser considerados, a destacar o aumento persistente no nível de preços e a vulnerabilidade do arcabouço fiscal, a atividade econômica segue muito abaixo do potencial e as taxas de desemprego estão em níveis recordes”.

 A federação reitera que sem reformas estruturais, como as propostas de emenda constitucional (PEC) emergencial e pelas reformas tributária e administrativa, o ciclo de alta da taxa de juros ocorrerá antes do esperado.

“Além disso, é fundamental que o Congresso Nacional aprove reformas consistentes e efetivas, que de fato garantam a sustentabilidade das contas públicas. Caso contrário, a população continuará sendo penalizada com baixo crescimento econômico e elevado nível de desemprego”, explicou a entidade na nota.

Fonte Oficial: Agência Brasil.

Comentários

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.