A Federação também propõe horários de funcionamentos diferenciados para os estabelecimentos de acordo com a sua localização na rua
(Arte: TUTU)

A FecomercioSP encaminhou à prefeitura de São Paulo, um protocolo com amplas sugestões de retomada das atividades nos estabelecimentos de comércio e serviços, conforme determinado pela capital. Esse material apresenta sugestões de diretrizes que as empresas deverão adotar para garantir que o ambiente de trabalho e de atendimento comercial estejam seguros para funcionários e clientes neste momento de pandemia. Essas recomendações devem valer, inclusive, para shopping centers.

As propostas de protocolos foram encaminhadas à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Secretaria de Saúde, e entregue pessoalmente à Secretaria Municipal de Casa Civil. Entidades sindicais também são signatárias dessas instruções, que, se aprovadas pela municipalidade, deverão nortear o processo de retomada.

O protocolo instrui os empresários quanto aos procedimentos de limpeza, higienização e distanciamento social a serem seguidos em cada ambiente, como escritórios, almoxarifados, cozinhas, caixas e balcões de atendimento, cafés e refeitórios, salas de reuniões, banheiros, áreas comuns, entre outros. Isso serve tanto para dar mais segurança a trabalhadores e consumidores quanto para impedir um agravamento da crise na saúde.

Saiba mais sobre medidas essenciais ao enfrentamento da pandemia
Pleitos da FecomercioSP são viabilizados em políticas emergenciais
Setor de comércio e serviços demanda do Poder Público um plano pós-quarentena claro e urgente
Governo de São Paulo precisa de plano urgente para reabertura gradual e segura

As sugestões da FecomercioSP são bem práticas e poderão ser implementadas, quando aprovadas, sem que isso demande muito tempo e esforço. Para o distanciamento social no comércio, são postas regras como a limitação de pessoas dentro dos estabelecimentos, a utilização obrigatória de equipamentos de proteção, além da higienização permanente de espaços e equipamentos.  

Em relação aos escritórios, por exemplo, a Federação sugere a reorganização das mesas de modo a criar espaços vazios entre os funcionários, restrição de aglomerações em ambientes de cafés e salas de reuniões, dentre outros pontos. Há também orientações para descarte de lixo, que deve primeiramente ser separado de acordo com o potencial de contaminação (luvas, máscaras, etc.) e estocado em local isolado.

A Entidade também propõe horários de funcionamentos diferenciados para determinados estabelecimentos de acordo com a sua localização. Por exemplo: escritórios ou comércios do lado par da rua funcionariam das 9h às 15h. Já os do lado ímpar, das 11h às 17h. Tais medidas visam diminuir os impactos da retomada no transporte público, possibilitando maior segurança no deslocamento dos colaboradores.

Ofícios

Nos ofícios às secretarias, a Federação pede ainda que o ônus da realização de testes laboratoriais para a contaminação pelo covid-19 não seja transferido ao setor privado, uma vez que as empresas enfrentam uma crise financeira em razão da pandemia. Ressalta também que considera não haver elementos capazes de justificar a prorrogação da quarentena local por mais 15 dias, em razão do Município de São Paulo já ter sido classificado pelo Estado na fase dois (laranja), o que possibilita a retomada de determinadas atividades consideradas não essenciais. Conheça o protocolo completo em nossa área para associados.

 

Fonte Oficial: FecomercioSP

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.