Polêmicas envolvendo as condições de trabalho de moderadores do Facebook foram tema de várias notícias logo no início de 2019. O assunto ganhou destaque depois de uma reportagem do site The Verge denunciar detalhes bizarros sobre a rotina dos funcionários, o que incluía a visualização constante de vídeos e imagens degradantes para análise de conteúdo — morte, pornografia e violência —, aliada a um ambiente não muito adequado.

Com a repercussão do caso, o Facebook anunciou em um comunicado algumas mudanças que visam melhorar a qualidade de vida dos moderadores e de outras categorias de profissionais terceirizados relacionados com a empresa. A principal alteração se refere ao ajuste salarial e à criação de ferramentas que possam diminuir o impacto emocional gerado pelos conteúdos.

A companhia garante que o reajuste concebido aos moderadores de conteúdo dos Estados Unidos passará de US$ 15/hora para US$ 22/hora em San Francisco, Nova York e Washington (DC); US$ 20/hora em Seattle; e US$ 18/hora nas demais localidades do país. Segundo a publicação, o valor é um pouco acima do pago para outras categorias terceirizadas da empresa, mas o Facebook afirmou estar buscando formas de “desenvolver padrões internacionais semelhantes”.

Ferramentas adicionais de trabalho

Para reduzir os danos psicológico devido ao trabalho de moderação, a companhia afirma ter criado uma ferramenta que permite a definição de preferências para avaliação de conteúdo, como desfoque de imagens. A empresa também assegurou que fará uma pesquisa semestral de resiliência para compreender melhor as necessidades desses colaboradores.

Ressaltou, ainda, que dará constantes treinamentos e aconselhamentos para garantir o bem-estar dos funcionários. Essas mudanças, incluindo as de remuneração, estão previstas para serem aplicadas até o início de 2020.

Cupons de desconto TecMundo:

Fonte Oficial: TecMundo.

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.