A China autorizou três empresas do país a importarem até 3 milhões de toneladas de soja dos Estados Unidos sem precisarem pagar as tarifas retaliatórias de importação, que foram impostas por causa da guerra comercial entre as duas nações. A informação foi veiculada pela Bloomberg, que atribuiu a notícia a fontes que estaria “a par da situação”. Segundo a agência, a livre tributação é um gesto de boa do país asiático nas relações comerciais com os EUA.

Dependendo de como avancem as negociações com os americanos, a China pode conceder uma segunda rodada de isenções, de acordo com as fontes ouvidas pela Bloomberg. O governo chinês, no entanto, não confirmou nem desmentiu as informações. Autoridades americanas devem viajar à China na próxima segunda-feira (29) para retomar as negociações interrompidas em maio.

O presidente Donald Trump reclamou que os chineses não aumentaram suas compras de produtos agrícolas norte-americanos, uma promessa que, segundo ele, teria sido acordada em reunião com o presidente chinês, Xi Jinping, na cúpula do G-20 no mês passado. Em julho de 2018, a China adotou tarifas de 25% sobre a soja dos EUA, fazendo com que as importações caíssem a quase zero no final do ano passado.

Fonte Oficial: Gazeta do Povo

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.