As plataformas de investimento estão, aos poucos, se tornando mais conhecidas no Brasil. Isso porque elas permitem que pequenos investidores invistam em startups.

No total, quase 9 mil investidores usaram as plataformas digitais para investir em startups em 2018, segundo dados da CVM.

Um exemplo é a CapTable, lançada em julho, que possibilita o acesso de qualquer pessoa física a “IPOs” de startups, a partir de uma aplicação mínima de R$ 1 mil.

A CapTable chega em um mercado que já tem empresas como Kria, EqSeed e StartMeUp, entre outras. Regra geral, investir numa startup, por meio de uma destas plataformas é muito simples.

Basta entrar no site de uma das plataformas, fazer o seu cadastro, escolher a(s) startup(s)  em que tem interesse e o capital disponível.

Quase sempre após a aplicação, começam a aparecer alguns questionamentos. Um dos mais comuns é: como saio da aplicação? Existe mercado secundário?

Na CapTable, o nosso contrato de mútuo permite que você tenha como revender o seu título de investimento a qualquer momento.

Como faço?

Primeiro, sugerimos que você ofereça para a própria empresa, que pode ter interesse em recomprar o título. Em caso de resposta negativa, você terá que encontrar um comprador.

Para isso, você simplesmente tem que achar um novo investidor que queira comprar o seu título. Você pode fazer isso por conta própria ou contar com a nossa ajuda. Nós ofereceremos para os outros investidores da plataforma e ajudaremos na operação.

Como precifico o valor do título?

Você poderá dar o valor que quiser ao título de investimento. Pode ser com um ganho frente ao que você investiu, pelo mesmo valor ou até por um valor inferior, se assim o desejar.

Nossa orientação será que você avalie o desempenho da empresa através dos indicadores que estão disponibilizados no painel do investidor e, assim, decida qual o valor que você considera justo pelos títulos que possui. Nós podemos direcionar como fazer esta análise.

Tenho que vender todos os meus títulos?

Você pode vender parte ou todos, fica a seu critério. Uma estratégia muito interessante ao investir em ativos de risco é, depois que o ativo se valorizou, colocar uma parte deles à venda para recuperar o valor investido.

Dessa maneira, você garante que não sairá perdendo, visto que recupera o investimento e ainda detém outra parte para continuar valorizando e lucrando em cima.

Qual o processo operacional da venda?

Faremos um adendo ao contrato de investimento, mudando a titularidade. Você sempre precisará nos informar disso, pois nós avisaremos a startup e pediremos a assinatura dela. A transferência dos recursos entre os investidores só ocorrerá depois de firmado o contrato.

Sabendo que você possui uma forma de liquidez fica ainda mais fácil poder investir em startups, certo? Quer conhecer mais e escolher uma startup para virar sócio?

Leia outros artigos de Paulo Deitos

Fonte Oficial: StartSe

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.