O líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), afirmou hoje (17), nas redes sociais, que a proposta de reforma da Previdência garantirá os direitos adquiridos de trabalhadores da iniciativa privada e de servidores públicos. O texto será enviado ao Congresso na próxima quarta-feira (20).

“A proposta da Nova Previdência será apresentada ao CN (Congresso Nacional) na quarta. Todos serão contemplados; justiça será feita c os mais pobres: pagarão menos. Regras de transição humanas e coerentes; direitos adquiridos mantidos. Será um bom começo para a discussão, cuja decisão pertence ao CN”, escreveu ele no Twitter.

O texto final foi apresentado ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) na última quinta-feira. Após uma reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e técnicos da equipe econômica, ficou definido que a idade mínima para a aposentadoria será de 65 anos para homens e de 62 mulheres.

Detalhes só serão divulgados na quarta-feira

Não foram divulgadas mais informações –por exemplo, sobre tempo de contribuição, quem deve ser incluído na reforma ou como ficam as aposentadorias especiais.

Se for confirmada, a proposta do governo Bolsonaro será mais dura que a do ex-presidente Michel Temer (MDB), aprovada em Comissão Especial na Câmara, mas que não chegou a ser votada em plenário.

 A de Temer também estabelecia uma idade mínima de 65 anos para homens e de 62 para mulheres, mas num período de transição mais longo, de 20 anos.

Fonte Oficial: UOL

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.