Bram Cohen durante entrevista (Foto: Eddie Codel/Flickr)

O criador do BitTorrent, Bram Cohen, voltou aos holofotes após a decisão de criar uma criptomoeda “sustentável”, que promete manter as características descentralizadoras do Bitcoin, mas com economia de energia.

Em entrevista para a revista Breaker, Cohen falou sobre seu mais novo empreendimento, a rede Chia. Baseada em prova de espaço e não em prova de trabalho, o serviço usa espaço do disco rígido em vez de angariar energia para o processo de mineração, ou seja, utiliza uma fonte que já está disponível ao invés de extrair uma quantidade significativa de energia. Segundo Cohen, o objetivo é que as pessoas “abandonem totalmente o Bitcoin e passem a utilizar a Chia”.

Um dos objetivos de Cohen é diminuir os incentivos que levam os mineradores de bitcoin a expandirem continuamente seus equipamentos. “A ideia é que você está aproveitando esse recurso de capacidade de armazenamento, levando em conta que as pessoas têm uma quantidade enorme de espaço de armazenamento em seus laptops que não está sendo utilizado. Como você tem muito disso, provavelmente vai chegar o momento no qual, se você está comprando novos discos rígidos para o processo de mineração, você vai perder dinheiro”, comentou na entrevista.

O criador do BitTorrent também acredita no potencial da sustentabilidade e que as pessoas, no médio prazo, irão optar por um produto “verde” apenas por essa razão. No entanto, ele não conta apenas com isso.

Cohen também desenvolve no momento um novo sistema chamado Chiascript, que, “deve ser uma plataforma melhor para o tipo de transações que as pessoas realmente querem fazer”, disse durante a entrevista para a Maker.

Segundo ele, as pessoas querem controle de velocidade, à medida que os usuários possam estabelecer uma taxa máxima em que as carteiras de fundos possam ser retirados como medida de segurança, além de canais privados para pagamento. A Chiascript é inspirada na Script, do Bitcoin, mas é baseada na linguagem de programação do Lisp em vez da Forth.

O lançamento da Chia estava marcado para o fim de 2018, mas o software segue em desenvolvimento, segundo Cohen. A expectativa agora é que a Chia seja lançada “em algum momento de 2019”.  Caso ele tenha sucesso, uma das principais críticas ao Bitcoin – que é prejudicial ao meio ambiente – pode se tornar uma coisa do passado.

BitTorrent e P2P

Criado em 2004 por Bram Cohen e Ashwin Navin, o BitTorrent ficou conhecido como um serviço de código aberto dedicado ao compartilhamento de arquivos, especialmente filmes e música. Sua arquitetura é descentralizada e utiliza todas as máquinas ligadas à rede, na contramão dos serviços tradicionais de tecnologia, baseados em servidores.

A BitTorrent marcou a “era de ouro” do compartilhamento de arquivos P2P no começo dos anos 2000. Cerca de um ano após iniciar o projeto, o tráfico da BitTorrent representava um terço do tráfico na internet.

Em junho surgiram as primeiras notícias de que Justin Sun, fundador da Tron, uma das maiores startups de criptomoedas do mundo, havia adquirido o BitTorrent por US$ 140 milhões, pagos em dinheiro. Em julho, a notícia da aquisição foi confirmada. De acordo com o canal TechCrunch, a startup de criptomoedas pagou US$ 124 milhões em dinheiro pela BitTorrent.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.