Estação de esqui exclusivíssima, a francesa Courchevel dá start para nova temporada com suas pistas exigentes, hotéis de charme e restaurantes premiados. Como bem aprecia o casal real William e Kate Middleton, sempre esperado por lá

texto carla julien stagni para a revista PODER

Quando o assunto é esqui e sofisticação, Courchevel sai com algumas cabeças de vantagem. Dividida em cinco vilas – Saint-Bon-Tarentaise, Le Praz (ou Courchevel 1300), Courchevel Village, Courchevel Moriond e Courchevel 1850 –, essa estação dos Alpes franceses é a maior área do mundo inteiramente dedicada ao esqui, com 600 quilômetros de pistas. Courchevel faz parte da chamada região dos Três Vales, com Méribel, Val Thorens, Les Menuires e La Tania. Seu status AAA, com hotéis de distinção, restaurantes com profusões de estrelas e grifes internacionais de luxo, é notado sem esforço num passeio despretensioso pela rue du Rocher, em Courchevel 1850. São esperadas cerca de 6 mil pessoas para esta temporada de inverno, que começa em dezembro e vai até abril. Entre elas o príncipe William e Kate Middleton, figurinhas fáceis na neve de lá.

Criada para ser um resort de esqui, Courchevel ganhou seu primeiro lift em 1946, cresceu nas décadas seguintes, sediou a competição de saltos da Olimpíada de Albertville, em 1992, e se tornou a maior área esquiável do mundo

Mais importante escola de esqui da França, Courchevel emprega cerca de 800 instrutores que falam dezena e meia de idiomas. Os preços das aulas variam de 356 euros (por seis dias, em sessões coletivas para até oito pessoas) a 410 euros (por dia, aula individual)

São 318 pistas integradas por 170 lifts no complexo 3 Valleys. O passe de seis dias custa cerca de240 euros para Courchevel e 283 euros para o 3 Valleys

Fachada do hotel La Sivolière // Divulgação

PODER se hospedou no La Sivolière, no coração de Courchevel 1850, a vila mais sofisticada da estação. Construído segundo a ortodoxia savoyarde, o chalé de madeira e pedra é um dos mais concorridos do pedaço e tem toda a estrutura necessária para os esquiadores

Filiado de primeira hora à filosofia cozy, o hotel é 100% pet friendly. Oferece serviço de “dog sitting” para os hóspedes de quatro patas, com regime de meia pensão. Parte da equipe é treinada para cuidar dos pets

Atração dentro da atração, o restaurante Le 1850, sob comando do chef francês Bilal Amrani, serve refinamento e comida 100% orgânica e sazonal

Na hora de dar um tempo do “outside”, o La Sivolière abriga o Nuriss Spa, com inúmeros tratamentos da clínica britânica, além de uma área para relax, com piscina aquecida e outros mimos

Fonte Oficial: Glamurama

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.