A Corregedoria da Receita Federal, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal deflagraram nesta quarta-feira (2/10/2019).


publicado:
02/10/2019 09h18


última modificação:
02/10/2019 09h18

A Corregedoria da Receita Federal, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal deflagraram, nesta quarta-feira (2/10/2019), a Operação Armadeira com o propósito de desarticular uma organização especializada na prática de corrupção e lavagem dos recursos auferidos formada por servidores da Receita Federal e pessoas relacionadas.

Estão sendo cumpridos nove mandados de prisão preventiva (três contra servidores da Receita Federal) e cinco de prisão temporária (três contra servidores da Receita Federal) expedidos pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. As demais prisões são de pessoas relacionadas aos servidores.

A Corregedoria da Receita Federal foi demandada pelo Ministério Público Federal, força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro, logo após as primeiras denúncias e participou das investigações desde o seu início, em novembro de 2018.

Participam da Operação Armadeira sessenta e dois servidores da RFB, trinta e oito auditores-fiscais e vinte e quatro analistas-tributários, deslocados pela Corregedoria de todo o Brasil.

Coletiva de imprensa:
Será realizada nesta quarta-feira (2/10/2019), às 11h, na sede da Polícia Federal no Rio de Janeiro. O endereço é Av. Rodrigues Alves, 1, Centro, Rio de Janeiro/RJ.

Fonte Oficial: Receita Federal

Comentários

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.