Escolher presentes de Natal, buscar o melhor preço e correr contra o tempo para dar conta de agraciar toda a família são práticas recorrentes ao fim de cada ano. Para minimizar o desgaste e o prejuízo resultantes dessa maratona, especialistas dão dicas, destacando o planejamento como grande aliado.

Marcela Kawauti, economista-chefe do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), afirma que saber colocar na ponta do lápis o limite máximo para os gastos e não ultrapassar essa quantia previamente estabelecida é essencial à saúde financeira.

“Planeje para, antes de sair de casa, saber o quanto pode gastar. Veja qual valor está dentro dos seus padrões, lembrando-se de que em janeiro chegam muitas contas. Na hora da compra, seja criativo e econômico”, afirma.

Confira: 12 direitos do consumidor que você tem, mas provavelmente não sabe

Antecipar-se é a melhor saída, também, para evitar tumultos. Foi o que fez a auxiliar administrativa Érika de Queiroz Pinheiro, de 27 anos: “decidi vir antes [da véspera do feriado] para me organizar. Também planejei usar o 13º salário”.

A diarista Valdelice Ribeiro, 59, teve a mesma preocupação com o tempo, mas quase estourou seu limite de gastos.

“Meus dois netos queriam brinquedos mais caros, mas deu tudo certo”, diz ela, que negociou com eles similares mais baratos. 

A quem deixa tudo às vésperas, o que favorece a impulsividade, Marcela, do SPC, reforça: “saia com valor contado, não se autossabote”.

Às compras pela internet, o advogado Gilberto Bento Jr. orienta pesquisas prévias de marcas e produtos. “E veja se o site tem cadeado de segurança à esquerda da tela”.

Fonte Oficial: Gazeta do Povo

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.