(Foto: Reprodução/Samsung)

Há cerca de uma semana atrás, no dia 20 de Fevereiro, a Samsung anunciou o Samsung Galaxy S10, o seu novo modelo de topo de linha que terá uma carteira de criptomoedas integrada.

Nova informação aponta para que a carteira não só tenha suporte para criptomoedas com maior visibilidade mas também para tokens ERC-20.

A comunidade de criptomoedas suspeitava que o S10 traria uma carteira integrada devido a rumores, que vieram a ser confirmados por um anúncio do gigante Sul Coreano que revelou que o “Samsung Blockchain Keystore” no S10 usa o hardware para “armazenar chaves privadas para aplicações blockchain.”

Recentemente, foi publicado na T Store, uma loja operada pela maior empresa de telecomunicações da Coreia do Sul SKT, um anúncio de venda do novo smartphone, que inclui a carteira de criptomoedas como uma das novidades.

Nas imagens divulgadas, é possível ver que esta terá suporte por tokens ERC-20, incluindo o Basic Attention Token (BAT) do Brave, e a Enjin Coin (ENJ), que viu o seu preço disparar 200% graças a uma parceria com a Samsung.

Alguns analistas acreditam que a carteira no S10 pode ser a Enjin Wallet, criada pelo grupo por detrás da ENJ, uma criptomoeda criada para suportar um ecossistema de jogos na blockchain. A carteira suporta não só BTC, LTC, e ETH, como também tokens ERC-20, e colecionáveis ERC-721.

Pouco depois de ter sido lançado o S10, novos leaks surgiram, e estes sugerem que além da carteira de criptomoedas, o Samsung S10 tem tutoriais de blockchain integrados, que ajudam os seus usuários a entender o potencial da tecnologia.

Tutoriais de blockchain incluídos

Estes tutoriais, de acordo com analistas, demonstram que a Samsung não vê a blockchain como uma tecnologia exclusiva à área financeira, pois afirmam que pode ser usados em setores como o de comércio, de seguros, e o bancário.

De acordo com o CCN, um dos tutoriais integrados na carteira do S10 afirma que a blockchain “permite que cada usuário armazene e processe dados em um ecossistema descentralizado, e é usado em muitas áreas.” Acrescenta que estas áreas incluem a gestão de direitos de autor, distribuição de informação, transações de criptomoedas, e ainda distribuição de conteúdos.

De acordo com a mesma fonte, o gigante tecnológico Sul Coreano evitou utilizar a palavra criptomoeda até agora pois acredita que muitos dos usuários de smartphones vêm a palavra com conotação negativa.

Isto, presumivelmente devido à bolha que em 2017 viu o preço do Bitocin chegar até aos US $20,000. A criptomeoda tem vindo a cair desde então, estando atualmente a ser negociada por US $3,850, de acordo com o índice de preços do Portal do Bitcoin.

Algumas fontes locais afirmam que o Samsung Pay, o aplicativo de pagamentos digitais da empresa, poderá estar envolvido com a integração de uma carteira de criptomoedas no S10, apesar de estes não terem sido até agora confirmados.


3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.