A gravação fala ainda sobre governo chinês, em um momento em que a dívida das empresas não financeiras já atinge quase 125% do PIB
(Arte: TUTU)

Falando sobre a aprovação do polêmico Orçamento 2021, Antonio Lanzana, copresidente do Conselho de Economia Empresarial e Política (CEEP), da FecomercioSP, avalia estar claro que “a articulação entre o Executivo e o Congresso está muito fraca”. Segundo ele, “parece que foi mais uma ação para cumprir leis e não levantar questionamentos sobre pedaladas”.

Neste podcast do CEEP, ele analisa que o País já passou do momento de pensar em soluções estruturais que gerem resultados. “Precisamos mudar toda a estrutura de gasto público para um futuro, no mínimo, razoável, ou, então, teremos duas alternativas: aumentar a carga tributária ou assistir à volta da inflação”.

Também copresidente do Conselho, Paulo Delgado acredita que o governo pode perder o controle do orçamento no futuro por uma série de fatores e acabar enfrentando problemas, assim como na Comissão Parlamentar de Inquérito(CPI) docovid-19. Para ele, esta questão pode resultar em três problemas: “A perda da capacidade de influência do atual presidente da República perante a política do País, o que já vem sendo observado por conta de seu comportamento; a queda no índice de confiança no governo; e o aumento da percepção de pobreza, evidenciando que o Brasil ultrapassou os níveis de desigualdade social”.

Veja também:
Simplificações que reduzem burocracia empresarial são destaque em encontro da FecomercioSP sobre o Doing Business
Articulação nacional é imprescindível para manter a estrutura econômica do País e a sobrevivência das empresas
Ambiente de negócios inseguro, instável e anti-inovação trava o empreendedorismo brasileiro, afirma cientista político

No cenário internacional, André Sacconato, economista e integrante do CEEP, avalia os 100 primeiros dias do governo Joe Biden: “Em termos de recuperação econômica, está indo muito bem, mas corre alguns riscos”. Já em relação à vacinação contra covid-19, ele acredita que o êxito do País se deve também à mudança de comportamento do ex-presidente Donald Trump, que adotou uma postura de enfrentamento à pandemia após ter tido atitudes inadequadas de negacionismo da doença.

Sacconato fala ainda da cautela do governo chinês, em um momento em que a dívida das empresas não financeiras já atinge quase 125% do Produto Interno Bruto (PIB), além do avanço do coronavírus na Índia, que tem forçado algumas cidades do país a entrarem em lockdown.

Ouça o podcast.

O conteúdo também está disponível no Spotify e no Apple Podcasts.

 

Fonte Oficial: FecomercioSP

Comentários

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.