Iniciada em junho de 2018, a produção da Petrobras na região conhecida como cessão onerosa, um conjunto de campos no pré-sal da bacia de Santos, e que em parte irá a leilão no próximo dia 6, atingiu 120,925 milhões de barris de óleo equivalente (boe) no último dia 30 de setembro, ou 2,42% do total de 5 bilhões de boe que tem direito a produzir.

A produção veio dos campos de Búzios e Sul de Lula, informa a mais nova ferramenta lançada nesta quarta pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o Painel Dinâmico de Produção.

O Painel já está disponível no site da ANP e traz dados da indústria com defasagem de cerca de 15 dias, como a produção nacional por operadoras, por campos, plataformas, poços e uma série de outros dados relacionadas ao setor, como movimentação de gás natural, queima e injeção, entre outros parâmetros.

“A novidade dessa ferramenta é que a gente vai disponibilizar esses dados de uma forma mais dinâmica para essas informações. A partir de agora, é possível fazer correlações ou extrair dados que a ANP não divulga”, avaliou o diretor da ANP, Aurélio Amaral, a jornalista nesta quarta-feira.

A nova ferramenta permite a navegação desde dados consolidados até o nível máximo de detalhamento, com a aplicação de filtros dos mais variados.

A ANP disponibiliza todo fim de mês um boletim com dados sobre produção de petróleo e gás natural, que continuará a ser publicado, segundo Amaral.

“Mexendo na ferramenta vai se ter uma visão muito mais aprofundada que a do boletim mensal porque a gente trabalha com os dados de detalhamento máximo fazendo agregações”, explicou o chefe do núcleo de Fiscalização da Medição da Produção de Petróleo e Gás Natural, Gustavo Menezes.

Fonte Oficial: EM.

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.