A fiscalização aduaneira da Seção de Remessas Postais e Expressas (Sarpe) da Alfândega da Receita Federal do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão apreendeu 27 remessas contendo haxixe, ecstasy, MDMA e Skunk entre os dias 3 e 14 de dezembro.


publicado:
20/12/2018 16h48


última modificação:
20/12/2018 17h14

A fiscalização aduaneira da Seção de Remessas Postais e Expressas (Sarpe) da Alfândega da Receita Federal do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão apreendeu 27 remessas contendo haxixe, ecstasy, MDMA e Skunk entre os dias 3 e 14 de dezembro.

Foram 19 remessas de haxixe, contendo 5.474 g, ocultas dentro de velas, potes de doces, envelopes e maletas de maquiagem. Todas as remessas eram procedentes dos Estados Unidos e da Espanha e tinham como destino os estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Bahia e Ceará.

As três remessas de ecstasy, totalizando 993 comprimidos, estavam ocultas em caixas de cereal, luminárias e caixas de som, procedente da Holanda e Alemanha e destinadas aos estados de São Paulo, Goiás e Rio Grande do Sul.

Já as quatro remessas de MDMA, contendo 544 g, estavam ocultas em caixas de cereal e envelopes e eram procedentes da Holanda e Alemanha, também destinadas aos estados de São Paulo, Goiás e Rio Grande do Sul.
A remessa de SKUNK, procedente dos Estados Unidos e destinada ao Rio de Janeiro, continha 31 g da droga oculta em uma caneca.

Os entorpecentes foram detectados no exame por escâneres e avaliados em aproximadamente R$ 460 mil.

Fonte Oficial: Receita Federal

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.