SÃO PAULO  –  Documento reservado da Receita Federal evidencia que, além de investigar o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), o órgão vasculhou, entre 2017 e 2018, CPFs de 800 mil agentes públicos de todo o país em busca de indícios de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. A devassa envolveu os poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, segundo a nota técnica número 48 publicada em 2 de março de 2018 pela Receita.

Fonte Oficial: Valor.

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.