Clique para copiar

https://www.itforum365.com.br/5g-em-shows-bandas-tocando-a-distancia-serao-o-futuro/


O 5G vem para alavancar setores industriais e comerciais em larga escala. Não somente na educação, saúde, telecomunicações, mas também o entretenimento poderá se beneficiar da tecnologia.

No último domingo (20), no Allianz Parque, Claro e Ericsson fizeram uma demonstração dessa visão de futuro.

Antes da Nova Orquestra entrar em palco com o Led Zeppelin In Concert, um holograma do músico Lucas Lima apareceu no palco para dar uma palinha de Black Dog no seu violino.

Tanto o áudio quanto o vídeo foram transmitidos via rede 5G, e tudo pareceu correr muito bem. Lucas estava na sede da Claro, a 17 quilômetros de distância do Allianz Parque Hall. Nas duas localidades, antenas 5G foram instaladas para a exibição.

Durante entrevista com os jornalistas presentes, Lucas brincou que entrou para “um grupo seleto que tem pessoas como a Princesa Leia”, de Star Wars. Quando perguntado sobre o que, de fato, espera para o futuro do entretenimento com novas tecnologias, ele disse que seria interessante a possibilidade “de uma banda, formada por pessoas em diferentes partes do mundo, tocando ao mesmo tempo”.

Acontece que a rede utilizada para essa demonstração não é fixa. Foi solicitada, a caráter de teste, a frequência de 3,5 Ghz à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Segundo Rodrigo Oliveira, vice-presidente da Ericsson Brasil, o teste atingiu a taxa de 1 Gbps.

Sendo este, possivelmente, um adicional para “shows do futuro”, Rodrigo afirma que seria possível, sim, realizar o mesmo tipo de transmissão, simultaneamente, sem superlotar as redes.

“Provavelmente você vai depender muito mais das limitações de banda, de espectro”, disse o executivo. “É pra ser uma experiência de entretenimento e comercial, de massa, e não apenas de demonstração”, completou.

Como rolou o teste?

Do lado de quem acompanhou a transmissão, realmente não dá para comparar o holograma de Lucas Lima com o de Tupac no Coachella em 2012, por exemplo, por uma série de questões. Inicialmente, porque a execução não foi a mesma.

Mas, de qualquer forma, a demonstração feita por Claro e Ericsson não deixa de ser empolgante. Chegamos a conversar com duas pessoas que acompanharam o concerto, que disseram se sentir “em um comercial do YouTube, só que na vida real”.

A Ericsson instalou o sistema AIR 6488 (rádio e antena) com Massive MIMO, para operar a rede na frequência de 3,5 Ghz com largura de banda de 100 MHz.

Para atingir a taxa de 1 Gbps, explicou Rodrigo, o teste aconteceu como um “impulso” do atual 4,5G; ou, desta forma, usando as faixas de frequência LTE com a faixa de frequência 5G. Isso demonstra, entre outros, a compatibilidade entre as duas tecnologias.

Mas, para quem espera ver a rede 5G comercial já em 2020, a Claro alerta que podemos esperar mais um pouquinho. Isso porque, no próximo ano, deverá acontecer o leilão da faixa que será utilizada para o 5G. Assim, a tecnologia para o usuário final só deverá ser disponibilizada, sem ser em testes, a partir de 2021.

Fonte Oficial: IT Forum 365

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.