Saiba como se certificar de que um site é seguro, baseie-se nos comentários de outros usuários e tenha cautela com os e-mails promocionais

O Natal está chegando é muitos consumidores já estão em busca dos presentes e itens para as comemorações. Com o pagamento da segunda parcela do 13° salário se aproximando, tanto as lojas físicas quanto as on-lines devem ter um crescimento expressivo nas vendas.  Nesse período, o número de acessos na rede também aumenta drasticamente e com isso, os cybercriminosos aproveitam para tentar aplicar golpes e capturar dados pessoais e financeiros, por meio de divulgação de promoções falsas através das redes sociais e e-mail. 

Segundo Júlio Mendes, Diretor Comercial da Soluti, os proprietários de sites de e-commerce precisam investir consistentemente em segurança e tecnologia. Uma das principais ferramentas disponíveis para uma compra digital segura é o Certificado Digital SSL(Secure Socket Layer), que identifica e protege as informações, criptografando-as no tráfego entre o computador do visitante e o servidor onde o website está hospedado. Os dados são fornecidos de forma sigilosa, o que também evita invasões, violação e falsificação de mensagens.

A ferramenta também é uma ótima opção para que os consumidores se certifiquem de que o site que estão acessando é confiável.  Para identificar o  SSL , basta o usuário verificar se há o símbolo de um cadeado verde e o protocolo “https”, que são exibidos na barra de endereços do navegador. “O SSL permite que o aplicativo ou website que o cliente acessa se comunique de forma segura, através de uma camada de proteção adicional de criptografia entre o usuário e o servidor web que ele está conectado. Desta maneira, todos os dados são fornecidos de forma sigilosa, o que também evita invasões, violação e falsificação de mensagens, por exemplo”, explica.

Abaixo, confira cinco dicas do especialista para realizar suas compras com tranquilidade:

1. Certifique-se de que o site é seguro

O primeiro passo é saber se o site respeita e protege as informações de seus clientes. O principal indicativo é a utilização de Certificado Digital SSL na hora de inserir informações, seja no momento de login e senha ou no momento de inserção das informações pessoais, principalmente sobre os dados de pagamento.  Ler comentários de outros consumidores é essencial antes de efetivar a compra. Se basear em experiências de outros usuários e atentar-se às características dos itens são indicadores que os brasileiros levam em consideração durante o processo de busca. A descrição sobre a qualidade, desempenho e serviços também são importantes na hora de escolher o melhor produto.

2. Tenha um antivírus

Ter um bom antivírus instalado em seu computador ou dispositivo móvel por onde você fará as compras online, ajuda a detectar sites que contenham arquivos maliciosos, vírus, malwares ou indicação de riscos de ataques de hackers. Por isso, é importante sempre mantê-lo atualizado. Hoje há no mercado diversos programas com versões de testes gratuitas e de assinatura.

3.  Pesquise sobre o site

A melhor forma é pesquisar a reputação do site no Procon e sites confiáveis, ou através da pesquisa de histórico de preços sobre aquele produto. Outras fontes de informação como sites de reclamação e até mesmo fóruns de usuários com opiniões positivas e negativas, auxiliam o consumidor no momento de definir que tipo de produto adquirir, quanto vale a pena pagar e onde comprá-lo.

4.  Garanta o recebimento do produto certo

O ato da compra é o estabelecimento de confiança entre o cliente e o comerciante. Novamente, a pesquisa de reputação e histórico de preços são as principais ferramentas para evitar dores de cabeça. Além disso, é importante que o usuário observe se o portal disponibiliza canais de relacionamento com o cliente e uma política de troca.

Caso se sinta lesado, todas as compras, sejam em loja física ou virtual são regidas pelo código de defesa do consumidor.  O artigo 49 do CDC define: o consumidor pode desistir do contrato, no prazo de 7 dias a contar de sua assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço, sempre que a contratação de fornecimento de produtos e serviços ocorrer fora do estabelecimento comercial, especialmente por telefone ou a domicílio.

5. Tenha cautela com os e-mails promocionais 

Especialmente em períodos de datas comemorativas, é comum a tentativa de ataques de cibercriminosos por meio de e-mails spam com a promessa de ofertas e descontos. Por isso, é sempre indicado que o consumidor veja diretamente no site da loja as promoções do dia.

 

Fonte Oficial: IDG Now!.

Comentários/Comments

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do VIP CEO.